05
set
2014

Preso envolvido no motim não resistiu aos ferimentos e morreu no Socorrão 2

kojig

O detento Thiago Costa do Santos, de 25 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no Socorrão 2

Depois de mais um motim na manhã de ontem quinta-feira 04/09, na Penitenciária de Pedrinhas, onde quatro pessoas ficaram feridas, o detento Thiago Costa do Santos, de 25 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital Clementino Moura (Socorrão 2).

Outros detentos se envolveram no tumulto e ficaram feridos. Marcelo Brício Ferreira, Carlos Henrique Santos da Silva e Wagner dos Santos Lima também foram atendidos no Socorrão 2, mas passam bem e já retornaram à unidade prisional, segundo nota emitida pela Secretaria de Estado de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap).

Isaac Willian Reis, monitor, contratado por uma empresa terceirizada que trabalha no local, também foi baleado, posteriormente submetido a um procedimento cirúrgico e permanece internado no hospital Socorrão 2.

Ainda de acordo com informações passadas pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), o monitor foi baleado por um preso, mas não teve sua identidade revelada.

Em nota, a Sejap corrigiu o número de feridos no tumulto para quatro e não três, como informado anteriormente.

Leia a íntegra da nota:

A Secretaria de Estado de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap) informa que o interno Thiago Costa dos Santos, de 25 anos, não resistiu aos ferimentos e faleceu nesta tarde. Ele foi um dos detentos feridos durante princípio de tumulto, na manhã desta quinta-feira (4), na Penitenciária de Pedrinhas.

Os demais detentos – Marcelo Brício Ferreira, Carlos Henrique Santos da Silva e Wagner dos Santos Lima – passam bem e já retornaram à unidade prisional. O monitor Isaac Willian Reis, também ferido, foi submetido a um procedimento cirúrgico e seu quadro é estável no momento.

A Sejap esclarece que ao todo foram quatro detentos, e não três como informado inicialmente, feridos nesta manhã. Todos foram prontamente socorridos e levados para hospitais de São Luís.

A situação na Penitenciária de Pedrinhas já está controlada. Agentes do Batalhão de Choque da Polícia Militar do Maranhão, do Grupo Especial de Operações Penitenciárias (GEOP), além de agentes penitenciários e do Grupamento Tático Aéreo (GTA) realizam revista no local.entro de Detenção Provisória (CDP).

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade