16
maio
2016

Decisão polêmica do Juiz Eulálio Figueiredo durante plantão

07062013_0932

Juiz de 1° grau José Eulálio Figueiredo Almeida,

Algo de estranho e inexplicável tem acontecido nas madrugadas do Tribunal de Justiça do Maranhão. Na última sexta-feira (13), a Secretária de Segurança do Maranhão convocou uma coletiva de imprensa para anunciar a prisão de dois suspeitos de integrarem uma quadrilha interestadual envolvida com o tráfico de entorpecentes.

Erasmo Carlos Silva, 40 anos, e Rogério Francisco de Andrade, 34 anos, foram presos em São Luís com cerca de 20 tabletes de crack que vieram de Mato Grosso do Sul. A droga estava avaliada em aproximadamente em R$ 500 mil. A prisão aconteceu quando eles estavam descarregando a droga em uma garagem abandonada do interior de um caminhão guincho no bairro do São Cristovão. Os 20 tabletes de crack estavam escondidos no eixo de um caminhão de placas DST 8431.

A prisão foi feita em flagrante, ou seja, o crime é inafiançável, e a pena pode chegar até 20 anos. Inclusive, o Ministério Público requereu a prisão preventiva da dupla. “As circunstâncias da prisão constituem em claros indícios da prática de tráfico de entorpecentes, delito equiparado a crime hediondo, de modo que na prisão preventiva é medida que se impõe para a manutenção da ordem pública. Diante do exposto, este Representante Ministerial requer a conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva”, deixou claro o MP.

Porém no plantão deste domingo o juiz de 1° grau José Eulálio Figueiredo Almeida, que respondia pelo plantão do Fórum Desembargador Sarney Costa, rasgou o parecer do Ministério Público e decidiu soltar a dupla. Menos de 48 horas depois da prisão em flagrante Erasmo Carlos Silva, 40 anos, e Rogério Francisco de Andrade, 34 anos já eram homens livres.

Continue lendo no Marrapá

2 Comentários

  1. júnior disse:

    Varias vezes com uma canetada um juiz solta bandidos que foram presos depois de semanas e até meses de trabalho da policia, mas como sabemos tem bandidos que pertencem a quadrilhas com muito dinheiro e nessa hora que os advogados entram em ação sabendo que tem juízes fracos.

  2. hawkvir disse:

    E a corregedoria vai fazer o que? e o MP vai fazer o que?

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade