28
ago
2023

A história mostra que uma aliança política improvável muda completamente os rumos das eleições em Raposa

Visão panorâmica do Corredor das Rendas, no município de Raposa...

Visão panorâmica do Corredor das Rendas, no município de Raposa…

No início do mês de outubro de 2019, faltando um ano para as eleições municipais do ano seguinte, o Blog do Domingos Costa contratou uma pesquisa pré-eleitoral para averiguar a opinião da população do município de Raposa sobre a sucessão da então prefeita Talita Laci (PCdoB).

Naquele momento, a situação eleitoral de Talita era incerta, isso porque a gestora, na interpretação de muitos juristas, era considerada reeleita, vez que assumiu por mais de três meses o comando da prefeitura em decorrência de seguidas liminares resultante de briga judicial eleitoral com o ex-prefeito Clodomir de Oliveira.

Naquele momento, quando o resultado do levantamento feito pela empresa Escutec – sob o trabalho dedicado do saudoso e brilhante Fernando Júnior – foi entregue, o cenário eleitoral mostrava uma larga liderança da advogada Ociléia Fernandes – filha mais política do ex-prefeito por dois mandatos Onacy Vieira Carneiro.

Conforme arquivos do Blog do DC, no cenário estimulado, faltando um ano para a eleição de 2020, os números eram o seguinte: Ociléia tinha 38%; Talita 18%; Andréa da Colônia 16% e Eudes Barros 12%.

Pois bem, o ano de 2019 acabou e em 2020, após o grupo político de Talita Laci decidir que a prefeita não iria arriscar o registro de uma candidatura que poderia ser indeferida pela Justiça Eleitoral, a gestora resolveu que iria apoiar um candidato.

Então, após o carnaval começaram as articulações envolvendo a inimaginável aliança do grupo Laci com o ex-vereador Eudes Barros, que veio a se concretizar no final do mês de julho de 2020, conforme registro histórico de matéria no Blog do DC. 

De forma que 15 (quinze) dias após o anúncio oficial da aliança, o Blog do DC encomendou uma nova pesquisa da empresa Escutec e o cenário tinha mudado, porém com pouca diferença: Ociléia continuava na frente, a advogada tinha 35%, contra Eudes que aparecia com 26% e Andréa da Colônia com 14%.

A virada nas pesquisas aconteceu no final do mês de setembro, faltando apenas uma semana para o dia da eleição. Na última pesquisa feita pela Escutec, o resultado veio cravado e ao abrir das urnas Eudes Barros apareceu com 42,92% contra Ociléia Fernandes em segundo 40,17% e Andréa da Colônia 15,98%.

A diferença de Eudes para Ociléia foi de 2,75% exatamente 432 votos…

Portanto, a história da política do município de Raposa já mostrou que uma aliança política improvável muda completamente o resultado de uma eleição.

Que venha 2024…

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!