23
fev
2014

Datafolha: Dilma tem 47%, Aécio 17%, Eduardo Campos 12%

dilma51Pesquisa DataFolha, publicada neste fim de semana, indica que a posição da presidente Dilma Rousseff permanece inalterada na corrida eleitoral, com possibilidades de vencer no primeiro turno contra os virtuais candidatos ao Planalto: Aécio Neves (PSDB), Eduardo Campos ( PSB) e Marina Silva (PSB).

Dilma tem 47% das intenções de voto; Aécio ficou com 17% e Eduardo Campos, com 12%. A presidente seria reeleita porque a soma dos índices de Neves e Campos ficaria em 29%, bastante abaixo da maioria obtida por Rousseff. Brancos e nulos, 18%; não sabem em quem votar, 6%.

Aécio Neves sofreu a segunda queda nas intenções de voto, dentro da margem de erro, revelando tendência de queda nos próximos levantamentos. O tucano caiu de 19%, em novembro/13 para 17%. Campos oscilou para cima, na margem de erro: de 11% foi para 12%.

O Datafolha pesquisou um cenário em que Marina Silva ocuparia o lugar de Eduardo Campos. Mesmo nesse caso, Dilma venceria no primeiro turno: 43% das intenções de voto, contra 23% de Marina e 15% de Aécio. Brancos e nulos, 14%; não sabem, 5%.

Marina, entretanto, vem caindo na preferência dos eleitores, desde outubro/13: tinha 29%, marcou 26%, em novembro e, agora, desceu mais três pontos (23%).

A pesquisa foi realizada nos dias 19 e 20 de fevereiro, em 161 cidades brasileiras e tem margem de erro de dois pontos percentuais para cima ou para baixo. O levantamento foi feito com 2.614 pessoas maiores de 16 anos de idade. 

O terceiro cenário pesquisado pelo instituto traz o ex-presidene Lula com o candidado, no lugar de Dilma Rousseff: ele venceria no primeiro turno com 54% dos votos; Aécio ficaria com 15% e Campos com 9%; Brancos e nulos, 15%; não sabem, 6%.

Em quarto cenário, Lula venceria Marina Silva e Aécio Neves, com 54% dos votos, no primeiro turno. Marina teria 19%; Aécio, 14%; brancos e nulos 11%; não sabem, 5%.

O volume de pessoas que aprovam o governo da presidente Dilma se manteve em 41%, mesma taxa do levantamento de novembro de 2013.

Apesar de se manter estável nas intenções de voto, Dilma oscilou para cima entre os que consideram seu governo ruim ou péssimo: em novembro, a taxa era de 17%; no último dia 20 de fevereiro, o índice subiu para 21%. 

A diferença se reflete entre aqueles que consideram o governo regular: houve queda de 40% para 37%.

Para um virtual segundo turno, Dilma venceria qualquer candidato pesquisado: 50% x 35%, contra Marina; 54% x 27%, contra Aécio; 55% x 23%, contra Campos.

Maioria quer mudaças, mas com petistas

O Datafolha mediu também a vontade do eleitor em ver mudanças no país, a partir do próximo presidente eleito. A grande maioria deseja alterações no plano de governo: 66%, em novembro e 67%, em fevereiro.  Em setembro de 2012, esse índice era de 76%.

Estimulados a escolher o candidato mais capaz a fazer tais mudanças, os eleitores escolherem Lula (28%) e Dilma (19%). Em terceiro aparece Joaquim Barbosa (presidente do STF); Marina Silva, 11%; Aécio, 10% e Eduardo Campos, 5%; nenhum, 6% e não sabem, 6%.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo