11
fev
2016

Conheça os 17 vereadores que decidirão pela cassação, ou não, do prefeito Ribamar Alves

montragem - Cópia

Os vereadores e os respectivos partidos nos quais foram eleitos: 1 – Orlando Mendes (PDT); 2 – Carla Sousa (PRB); 3 – Creusa da Caixa (PSL); 4 – Dr. Tomaz (PHS); 5 – Dr. Uchôa (PDT); 6 – Akson (DEM); 7 – Aldoniro Muniz (PMDB); 8 -Antônio Silva (PSC); 9 – Batista de Biné (PSB); 10 – Solange Nerval (PMDB); 11 Ademarzinho (PTB); 12 – Otacilia Rios (PTdoB); 13 – Madeira (DEM); 14 – Irmão Machado (PRP); 15 – Seba (PTB); 16 – Professora Vera (PSD) e 17 – Enfermeiro Victor (PMN).

Diante de todo o imbróglio envolvendo o prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves(PSB), nesta sexta-feira (12) espera-se que a Câmara de Vereadores santa-inesense se posicione diante da ausência do chefe do executivo municipal sem prévia licença do Poder Legislativo, que completa 14 dias.

O gestor preso em flagrante acusado de estupro, está desde o dia 29/01 na penitenciária de Pedrinhas, em São Luís, e portanto, sem exercer o mandato para qual foi eleito.

De acordo com a Lei Orgânica da cidade “o prefeito e o vice-prefeito não poderão ausentar-se do município por prazo superior a oito dias sem prévia licença da Câmara, sob pena de perda do mandato”, diz o artigo 50, do capitulo II da ‘Constituição’ do Município de Santa Inês.

Portanto, o prazo para o prefeito acabou no sábado(06). Sua delicada situação depende unicamente da vontade dos vereadores. Caberá ao poder legislativo municipal decidir, ou não, pela cassação de Ribamar Alves.

Acontece que a maioria dos vereadores são aliados. Então, teriam os parlamentares coragem de analisar o pedido de afastamento do prefeito protocolado no último dia 04 pela associação Comercial de Santa Inês??

Se a resposta for sim, a Câmara avaliará a perda do mandato como preconiza a legislação municipal. Caberá ao presidente da Casa, vereador Orlando Mendes (PDT), preservar a lei orgânica e levar ao plenário, o que deve acontecer a partir de amanhã(12), quando serão iniciados os trabalhos.

O curioso é que até o presente momento não se tem notícia de nenhuma manifestação pública de qualquer um dos 17 vereador de Santa Inês sobre o caso.

2 Comentários

  1. canario disse:

    Rapaz tu é um vagabundo de primeira, mostra uma prova de houve estupro? TU vai pegar um processo tão grande que essa merda que tu chama blog vai desaparecer do mapa.

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Cancelar Resposta

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894