“Queridinho” de Roberto Rocha, Rogério Pitbull teve candidatura indeferida, e portanto, está fora das eleições…

Marido da  prefeita de Bom Lugar, Rogério Pitbull teve a candidatura a deputado estadual negada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA).

O indeferimento é por conta de uma condenação por estelionato e associação criminosa no Estado do Amapá, processo esse relativo ao ano de 2010.

Pitbull foi condenado pela Justiça e teve a pena de 3 (três) anos e (8) oito meses de prisão convertida, inicialmente, em prestação de serviços comunitários e, posteriormente, em pagamento de multa, dividida em 44 prestações mensais.

Rogério, até então, disputava cadeira na Assembléia Legislativa pelo PSDB, partido que tem o senador Roberto Rocha como candidato ao governo do Maranhão.

Pitbull era uma espécie de “queridinho” de Roberto Rocha, prova disso é que no mês passado, o marido da prefeita Luciene Costa fez uma carreata pelas ruas de Bacabal e levou o Senador. (LEMBRE).

E MAIS…

Rogério tinha acabado de quitar a 8ª parcela da sua condenação quando pediu o registro de candidatura na Justiça Eleitoral, mas, ao se dar conta de que não poderia ser candidato cumprindo pena, quitou toda a dívida em parcela única de R$ 54 mil, no dia 30 de agosto deste ano. Mesmo assim, não conseguiu o deferimento do registro. Segundo o TRE-MA, que acompanhou manifestação da Procuradoria Regional Eleitoral no Maranhão (PRE-MA), a inelegibilidade de oito anos decorrente da condenação por órgão colegiado, em casos que envolvam organização criminosa, só passa a valer após o cumprimento da pena por completa.