08
dez
2016

Com a posse de mais seis novos juízes, restam apenas três comarcas vagas no Poder Judiciário do MA

Gestão do Des. Cleones Cunha, presidente do TJMA, finalizará o ano com apenas três comarcas vagas, e a depender da disponibilidade orçamentária, objetiva nomear mais cinco juízes até maio de 2017.

Os seis novos juízes durante ato de posse no TJ-MA.

O Tribunal de Justiça do Maranhão empossou, na quarta-feira (7), os seis novos juízes de direito substitutos para atuarem em comarcas vagas do interior do estado. Com os novos magistrados, restarão apenas três comarcas vagas Poder Judiciário estadual. Os juízes foram nomeados no dia 17 de novembro, aprovados no último concurso público do TJMA.

Os seis novos juízes nomeados são:

Felipe Soares Damous (foi servidor do TJMA e atualmente exercia o cargo de juiz no estado do Ceará); Paulo do Nascimento Junior (natural de Goiânia – GO, residia em Uberlândia – MG, onde era servidor do Tribunal de Justiça do Trabalho da 3ª Região); Hugo Alves Albarelli Ferreira (natural de Santo Antônio dos Lopes -MA, onde exercia o cargo de promotor de justiça); Ricardo Augusto Figueiredo Moyses (natural de São Luís – MA, atuava como advogado, tendo sido aprovado em concursos para técnico e analista do TJMA); Urbanete de Angiolis Silva (natural de Maués – AM, foi advogada por 10 anos e trabalhou como assessora jurídica na Comarca de Maracaçumé) e Talita de Castro Barreto (natural de Natal – RN, chegou a trabalhar por sete meses na Comarca de Pindaré-Mirim como assessora, mas recentemente havia voltado à cidade de origem).

O desembargador Cleones Cunha, presidente do TJMA, falou da alegria em finalizar o ano com apenas três comarcas vagas, informando que o TJMA – a depender da disponibilidade orçamentária – objetiva nomear mais cinco juízes até maio de 2017. Ele alertou os novos juízes sobre os desafios da carreira e o momento delicado vivido pela magistratura, em razão da emenda que pretende criminalizar ações de juízes e promotores, ferindo a autonomia das funções. “São medidas de criminalização não vistas nem mesmo durante o período de ditadura militar”, avaliou.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo