31
out
2013

Coisas da ‘justiça’: Adolescente suspeito de matar Daniel Smith está solto!

empresário Daniel Prado Smith assassinado brutalmente

O adolescente H.P. supostamente envolvido no homicídio do empresário e paisagista Daniel Smith, assessor do Tribunal de Justiça do Maranhão, teve a internação provisória revogada nessa terça-feira (29). A decisão é do juiz José dos Santos Costa, titular da 2ª Vara da Infância e da Juventude da capital.

Ela foi tomada após audiência da qual participaram os menores H. P. e M. R. D. Esse último, quando apreendido, confessou ter praticado o homicídio, citando a participação de outro menor. O objetivo foi a acareação entre os dois para que o primeiro fizesse o reconhecimento do segundo.

Segundo o magistrado, antes da acareação, M. R. D. foi ouvido e negou que o menor H.P. e D. fossem a mesma pessoa, o que culminou com a dispensa da acareação entre as partes.

No termo de declaração assinado por M. R. D., na ocasião da audiência, o acusado afirma “nunca ter visto H. P. em sua vida”. Ainda no termo, ele garante que D. seria alto, moreno e maior do que o menor apreendido. M. R. D. também diz não saber se D. já morreu.

No fim da audiência, o magistrado José dos Santos Costa determinou a expedição do Alvará Liberatório de H.P., bem como a “ampla divulgação de que o referido adolescente não se trata da mesma pessoa que participou da morte de Daniel Smith”.

Além dos menores H.P. e M. R. D., participaram da audiência para acareação o representante do Ministério Público, Raimundo Nonato Cavalcante, o defensor público Marcos Barbosa Carvalho e o advogado do menor, Evandro Soares da Silva Júnior.

Entenda o Caso

O empresário Daniel Prado Smith, de 55 anos, foi sequestrado pelos criminosos no dia 4 de setembro deste ano, e o corpo foi encontrado no dia seguinte, por policiais militares e uma equipe da Superintendencia Estadual de Investigação Criminal (SEIC), em um matagal próximo a uma escola, no Altos do Calhau. O veículo da vítima, modelo Corola, de placa HOZ-1888, foi localizado no bairro do Araçagi. A polícia conseguiu prender os quatro suspeitos do crime.

Um adolescente de 17 anos confessou ser o autor dos disparos que matou o empresário e paisagista anos. A polícia chegou ao menor por meio do rastreamento telefônico da vítima, que estava em poder do assassino confesso.

De acordo com as investigações, também foi preso Jonathan João Nunes, de 19 anos. Fora os dois, Gilvanilson Santos, conhecido como Pato, acabou sendo alvejado durante troca de tiros com a polícia.

Gilvanilson, segundo a polícia, era chefe do tráfico de drogas e fazia parte – juntamente com mais 20 bandidos – de organização criminosa, da área da Vila Conceição, na região do bairro Altos do Calhau, em São Luís. A quadrilha é especializada em assaltos a residências.

Segundo a polícia, eles usaram o carro da vítima para assaltar uma residência no bairro Araçagi, na quarta-feira (4), onde abandonaram o veículo de Daniel. De lá, seguiram em outro carro, também abandonado, desta vez, na Vila Isabel, próximo ao bairro Anjo da Guarda.

Assassinados

Três supostos envolvidos na morte do empresário Daniel Smith foram assassinados. Eduardo Pedro Melonio, Marcelo Henrique Silva, o “Marcelinho”, de 25 anos e Gilvanilson Santos.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

TV TIMBIRA

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo