05
mar
2017

Chico Gonçalves responde ao colunista José Sarney

*Por Francisco Gonçalves

Francisco Gonçalves combateu o farisaísmo dos oligarcas

Somente uma pessoa avessa à liberdade, que foi líder da ditadura civil/militar e deixou como herança os piores índices de desenvolvimento humano no Estado, não compreende que, na democracia, respeita-se a liberdade de crença, e que a geração que hoje governa o Maranhão, herdeira das mais belas tradições humanistas, encontra nas palavras de Jesus fonte de inspiração e alegria.

Para Jesus o justo se mede pelo que a pessoa faz aos mais vulneráveis, às mulheres, aos órfãos, aos presos, aos pobres, aos injustiçados.

Somente quem combateu a liberdade, os movimentos sociais e a igreja progressista, desconhece que nessa terra latino-americana cristãos, democratas, socialistas e comunistas se uniram pelo justo e pelo belo.

Na longa luta pela liberdade no continente, comunistas leram a Bíblia e cristãos leram o Capital, construindo novas sínteses teológicas e programáticas.

Em artigo, Sarney criticou Flávio Dino por acreditar em Deus…

Contra o preconceito, o anticomunismo rasteiro do colunista José Sarney, que um católico seja abençoado por um pastor; que um batista participe da Celebração Eucarística e que todos nós aprendamos com os cultos afros a resistência da fé e o amor pela natureza.

Como afirma o papa Francisco, devemos promover a cultura do encontro amoroso entre as diferenças.

#DitaduraNuncaMais

*Jornalista e secretário de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo