18
out
2023

Cerco se fechando para Jefferson Portela…

Investigação contra Jefferson Portela é liderada por quatro delegados da Polícia Civil do Maranhão.

Investigação contra Jefferson Portela é liderada por quatro delegados da Polícia Civil do Maranhão.

O ofício nº 232/2023 do 2º Departamento de Combate a Corrupção da SECCOR – Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor), revela que existe uma investigação em curso contra o ex-secretário de Segurança Pública do Estado (SSP-MA) Jefferson Portela.

No documento assinado por nada menos que quatro delegados, o 2º Departamento de Combate a Corrupção da SECCOR solicita ao dono Capellerry Consultorias – empresa que prestava serviço terceirizado na SSP-MA durante a gestão de Portela, dados sobre a lotação da Policial Militar Karla Patrícia de Araújo Torres ou com o nome de Karla Patrícia de Araújo Torres Ferrás.

A SECCOR investiga um esquema de corrupção na gestão Jefferson por meio de falsidade ideológica e pagamentos de salários a funcionários fantasmas lotados no gabinete do então secretário de Segurança Pública do Estado do Maranhão.

A investigação está sob o comando dos delegados (as), Katherine Silva Chaves Lima, delegada de Polícia Civil e Superintendente da Seccor, Luiz Augusto de Macedo Mendes, Lucas de Carvalho Smith e Letícia Oliveira Milhomem Gama.

– Entenda o caso

A Policial Militar Karla Patrícia de Araújo Torres conseguiu por vias judicial uma decisão para realizar o Curso de Formação, contudo, no mesmo período que estava realizando a formação, ela também era lotada no gabinete do Secretário de Segurança Pública recebendo salário de cerca de R$ 3 mil irregularmente na condição de “funcionária fantasma” por meio de uma empresa terceirizada que prestava serviço à SSP-MA.

Conforme apuração do Blog do DC, Karla Patrícia foi convocada para o Curso de Formação de carga horária de 1.200 horas, consoante a publicação do Diário Oficial do dia 03 de abril de 2019, página 14. Porém, sincronicamente nesse mesmo período o nome dela consta na folha de pagamento e de frequência da empresa Capellerry Consultorias nos dias e horários os quais estava realizando o Curso de Formação.


LEIA TAMBÉM:

– CORRUPÇÃO! Jefferson Portela usou empresa terceirizada para manter funcionários fantasmas e sangrar os cofres da SSP-MA

Avança a investigação do Ministério Público do MA contra Jefferson Portela por peculato

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!