11
jun
2020

CASO ICATU: Duarte aponta para Braide e fala em esquema de emendas parlamentares

O nome de Eduardo Braide, deputado federal do Podemos e pré-candidato à Prefeitura de São Luís é apontado como peça central de novo caso obscuro no município de Icatu.

Por meio da rede social, o deputado estadual Duarte Jr, e também pré-candidato à Prefeitura de São Luís, cobrou Braide exigindo transparência e esclarecimento do caso.

“Depois do escândalo de Anajatuba, estamos diante de mais um possível esquema de emendas parlamentares, agora em Icatu. Exijo, em respeito às pessoas que sofrem e tanto precisam dos serviços públicos de saúde, que o deputado Eduardo Braide seja TRANSPARENTE e esclareça os fatos.” Cobrou Duarte.

Duarte tem razão em cobrar e cobrou certo. Primeiro porque ele afirmou que estamos diante de um “possível” esquema, ou seja, é preciso um processo de investigação, que já está em curso – o caso está nas mãos da Polícia Federal.

Segundo porque Duarte vem sendo exemplo de transparência. O ex-presidente do Procon é conhecido por exercer constantemente o princípio da publicidade de coisas públicas, sempre informando em suas redes sociais todos os seus atos na Assembleia – inclusive mostrando preocupação com problemas cotidianos de São Luís, antes e mesmo agora durante a pandemia de coronavírus, atitude que não se encontra nos canais de Braide, que vem se omitindo sobre várias questões.

Até agora, em vez de se explicar, Braide contra-atacou, pedindo ironicamente transparência do Governo do Maranhão e dos deputados estaduais sobre recursos destinados para a saúde do Estado – mas então por que ele não exige investigação e punição para seu aliado político em Icatu?

Entenda o “Caso Icatu”

Eduardo Braide (Podemos) destinou recursos no valor de R$ 2,7 milhões para a Prefeitura de Icatu, administrada por Dunga Gonçalves (PMN – ex-partido do deputado), conhecido aliado do parlamentar. As investigações estão direcionando para superfaturamento em Icatu, que em 17 de abril de 2020 adquiriu cada máscara, mesmo em grande quantidade, por R$ 4,40, enquanto que, em 15 de abril de 2020, a Prefeitura de São Mateus do Maranhão comprou a mesma máscara por R$ 0,50.

A empresa Precision é alvo da operação “Cobiça Fatal”, que está em andamento desde antes de Braide destinar a emenda milionária para Icatu. A Precision foi contratada sem licitação pela Prefeitura de Icatu.

1 Comentário

  1. Tô de olho disse:

    O cara agora deu pra copiar ate denúncia!!!!

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo