18
ago
2015

Caso Brunno Matos: Diego Polary não deve escapar da cadeia

Jugamento-de-MarãoPolery-e-João-Jose_foto-Gferreira-9

Segundo as testemunhas, foi Polary que matou o advogado Brunno Matos.

Demorou, mas saiu a decisão que coloca os três acusados do assassinato do advogado Brunno Eduardo Matos Soares a julgamento pelo Tribunal do Júri Popular, em data ainda a ser definida.

A canetada foi dada pela juíza Samira Barros Heluy, ontem, segunda-feira (17), que no seu despacho, evidencia a existência de crimes dolosos contra a vida com indícios da autoria, inexistindo prova inquestionável de qualquer excludente de criminalidade.

Os acusados são: Diego Henrique Marão Polary, Carlos Humberto Marão e o vigia João José Nascimento Gomes, todos vão a júri popular.

Ainda de acordo com a decisão da magistrada, os três acusados só estão em liberdade por terem comparecido a todos os atos processuais e por entender que os acusados não apresentam algum risco a sociedade, neste momento.

De forma que é questão de tempo para Polary pagar pelo assassinato de Brunno Mato.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo