20
fev
2018

Conselheiro Caldas Furtado volta a desafiar deputados e prefeitos

Para o presidente do TCE, Assembleia Legislativa não tem competência sobre o TCE -MA.

O presidente do Tribunal de Contas do Estado, Caldas Furtado, concedeu entrevista ao jornal O Estado do Maranhão nesta terça-feira (20) desafiando a PEC sugerida pela FAMEM – por meio do deputado Júnior Verde (PRB) – pela qual a Assembleia Legislativa busca limitar a atuação do TCE-MA.

Pelo entendimento de Furtado, a função dos Tribunais de Contas foi definida pela Constituição Federal, logo apenas uma PEC no Congresso Nacional poderia alterar essa situação. Para Caldas, a Assembleia Legislativa não tem competência sobre o TCE.

“É importante destacar que o modelo de organização, composição e fiscalização do Tribunal de Contas brasileiro está bem definido pelo poder constituinte originário na Carta de 1988. Destaque-se aí o caput do art. 73 que, combinado com o art. 96, atribui ao Tribunal de Contas a competência privativa para elaborar seu regimento, dispondo sobre sua competência e seu funcionamento. Então aí está o caminho: se alguém quer modificar o modelo, que seja por meio de alteração na Constituição Federal”, desafiou o conselheiro.

De outro modo, parte dos deputados estaduais maranhenses pensam contrário às conjecturas do Conselheiro. Tanto que a PEC já começou ser discutida no Plenário da Casa e deve ser votada dentro das próximas semanas pelos parlamentares.

– Tiro no pé…

A bem da verdade, o atual presidente do TCE-MA deveria recuar – antes que seja tarde – desse imbróglio no qual liderou uma ofensiva aos prefeitos maranhenses, tentando impedir a realização do carnaval em diversos municípios.

A situação embaraçosa não pegou bem e os prefeitos reagiram!

Talvez, agora, Caldas Furtado aprenda a lição: Cabe ao prefeito(a) [obviamente, eleito (a) pelo povo] escolher a prioridade na aplicação dos recursos municipais, portanto, essa competência, não é atribuição do MP e/ou TCE.

  • LEIA TAMBÉM:

– Luiz Gonzaga (MP) e Caldas Furtado (TCE) extrapolando suas competências

– FAMEM considera inconstitucional norma proposta pelo MP e aceita pelo TCE

– Patacoada do TCE-MA sobre o carnaval serve apenas para proliferação de boatos

– A crise que Caldas Furtado ‘enfiou’ o TCE-MA

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

CONTAGEM REGRESSIVA

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894