21
maio
2018

Advogada com filho no colo é agredida por cabo da Polícia Militar

Advogada pediu a Delegada Edeildes Nascimento Pereira, também medidas protetivas.

O Cabo da Polícia Militar Domingos Costa Júnior, lotado no 9º Batalhãodeve responder a um Inquérito Policial Militar (IPM) por ter agredido na noite deste domingo (20) a sua namorada, Laiza Priscilla Fernandes Coelho Muniz, advogada com quem tem um filho de apenas quatro meses.

De acordo com o Boletim de Ocorrência 2476/2018, registrado na Delegacia Especial da Mulher, na Beira-Mar, a advogada foi até a residência do PM, no bairro da Vila Passos, em São Luis, conversar sobre ajuda financeira para custeio de despesas da criança, quando foi surpreendida com a reação agressiva do pai do bebê.

Laiza conta que enquanto segurava o filho no colo, o Cabo desferiu socos, puxões de cabelo e empurrões. “A família no calor das agressões se meteu tirando Junior de perto de mim. Uma das irmãs dele disse que não iria me dá meu filho porque eu estava chorando muito. Mas eu conseguir pegar meu filho e fui direto para a Delegacia da mulher.”, contou a advogada ao Blog.

A vítima relatou ainda que essa não é a primeira vez que o PM a agride. Dias após o parto, ocasião que o Cabo foi pegar a certidão da criança para dar entrada na licença paternidade, ela também sofreu socos e empurrões.

Cabo da Polícia Militar Domingos Costa Júnior, lotado no 9º Batalhão é acusado de agredir a mãe do seu filho…

“Ele não deu assistência financeira alguma e muito menos demonstrou afetividade com bebê quando nasceu com uma síndrome. Nesse dia, na porta da casa dos meus pais passou a usar palavras de baixo calão e a deferir socos e arranhões em mim. Assim, tomou a certidão de nascimento para gozar da licença paternidade, uma vez que nunca conheceu a criança”, relatou Laiza.

A advogada também pediu a Delegada Edeildes Nascimento Pereira, medidas protetivas para salvaguardar sua integridade física, vez que o acusado possui uma arma de fogo da corporação.

Ainda segundo a vítima, todos os procedimentos tanto nela quanto no bebê já foram tomados, assim como os exames de corpo delito.

O Comando da Polícia Militar do Maranhão deve se pronunciar sobre o caso amanhã, terça-feira (22).

3 Comentários

  1. blank jose carlos silva disse:

    Esse cabo é uma VERGONHA para a briosa Polícia Militar. Ás vezes, penso que esses agressores de mulheres são VIADOS, esse cabo com certeza não gosta de mulher, só pode ser VIADO, atracar de POPA.

  2. blank alex disse:

    Tem PM que acha que só pq da cascudo em vagabundo se acha no direito de agredir todo o mundo, inclusive o contribuinte que paga seus salarios, ja que eles sao servidores publicos.

  3. blank Maria disse:

    Não é a primeira vez que esse homem agride uma mulher. Ele tem histórico de agressão contra uma outra ex namora. Ele é acostumado a agredir e ficar impune. Até que ele achou uma para fazer a denúncia.

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo