18
dez
2013

Beto Castro e Bárbara Soeiro: Dois pesos e duas medidas?

Barbara Soreiro e Beto catsro: Casos bem diferentes

Barbara Soreiro e Beto catsro: Casos bem diferentes

Antes de qualquer coisa, quero deixar meus parabéns aos novos integrantes do TRE do Maranhão, Alice Rocha e Eduardo Moreira. Foi, em grande parte,  graças a ele que o agora ex-vereador Beto Castro teve seu mandato cassado com justiça.

Quem acompanhou o imbróglio envolvendo o processo que culminou na cassação de Castro e, sobretudo o comportamento do ex-parlamentar durante todo o processo, não tem  dúvidas de que a decisão da corte foi acertada.

O mesmo, porém, não cabe para o que, dizem o especialistas, deve acontecer com a vereadora Bárbara Soeiro (PMN).

Bárbara foi flagrada recebendo vencimentos referentes a um cargo que ocupava na Secretaria Municipal de Governo, numa época em que já deveria ter se desincompatibilizado.

Consta que Bárbara entregou ao TRE-MA um documento provando que efetivamente se desincompatibilizou do cargo em data hábil, porém, a parlamentar continuou recebendo os vencimentos.

Com base no documento comprovando a data de desincompatibilização, os juízes do TRE já tinham dado três votos pela manutenção do mandato de Bárbara Soeiro, quando o desembargador Froz Sobrinho pediu vistas do processo e o julgamento foi suspenso.

Se os juízes mantiverem os mesmos votos quando o julgamento for retomado, e é o que deve acontecer, a vereadora escapará da cassação.

Sinceramente, à luz do bom senso, o que Bárbara Soeiro tentou fazer foi tapear a justiça  eleitoral que, pelo jeito, está engolindo a tapeação.

Quer dizer que a vereadora continua malandramente recebendo  vencimentos  (e contracheques) num cargo que já não deveria mais exercer e tudo será resolvido com a apresentação de um pedaço de papel.

Carioca vai assumir no lugar de Beto Castro

Oficial ou não, o documento não justifica o fato da vereadora ter recebido dinheiro público indevidamente e, ainda que venha a devolver os valores ao erário, a mim parece muito claro a má fé da parlamentar.

Esposa do ex-vereador Albino Soeiro, ex-locutor da Mirante e amigo de décadas do empresário Fernando Sarney, a vereadora Bárbaro Soeiro parece estar tendo a sorte que o vereador Beto Castro não teve.

Sérgio Muniz é relator dos processos envolvendo os dois parlamentares.  Prestes a deixar o TRE e tendo o pai como sub-secretário da governadora Roseana Sarney , é interessante que tenha recomendado a cassação de um vereador por ter dois CPF’s diferentes e julgado pela absolvição de uma vereadora que aceitou receber dinheiro público indevidamente.

Dois pesos e duas medidas? Perguntar não ofende.

Em tempo: A expressão “dois pesos e duas medidas” está correta. Segundo o etimologista Sérgio Rodrigues, a expressão não se refere a duas medições para o mesmo peso, mas a dois pesos e dois metros, artimanhas de comerciante desonesto.

Do Blog da Lídia Teixeira

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo