27
fev
2017

Assistência a pacientes renais crônicos é ampliada no Maranhão

Ao todo, existem 14 unidades de saúde habilitadas no Maranhão junto ao Ministério da Saúde (MS) para realizar hemodiálise.

Secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Os pacientes renais crônicos do Maranhão poderão contar com três novos Centros de Nefrologia e Hemodiálise, nos municípios de São Luís, Pinheiro e São José de Ribamar que serão inaugurados até o final de 2017. Trata-se de um investimento do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), para ampliar a assistência nessa área. Com a ativação do serviço, serão 111 novas cadeiras de hemodiálise no estado, sendo 37 em cada Centro.

O serviço ambulatorial pela SES funciona no Hospital Dr. Carlos Macieira, em São Luís, na ‘Casa de Saúde e Maternidade de Caxias’, e Pronto Nefro em Imperatriz – ambos através de uma Parceria Público-Privada (PPP) – e na Clínica de Nefrologia de Açailândia.

“A área de nefrologia terá um reforço no Maranhão. O Governo atual está focado na reorganização da assistência à saúde, sobretudo na linha de cuidados oferecida aos pacientes no âmbito do SUS. Os recursos empregados abrangem um processo de qualificação assistencial no estado”, disse o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Por mês são investidos pelo Governo R$ 117.290 para manutenção do tratamento dos pacientes de Caxias e Imperatriz.

Uma sessão de hemodiálise custa aos cofres públicos R$ 2.844,54. O tempo de duração varia de acordo com o estado clínico do paciente e, em geral, é de quatro horas, sendo de três ou quatro vezes por semana, ou até diariamente.

A hemodiálise é um procedimento que faz de forma mecânica o trabalho que o rim doente não pode fazer. Por isso, o tratamento é indispensável para os pacientes com insuficiência renal aguda ou crônica graves. A máquina de hemodiálise limpa e filtra o sangue, liberando os resíduos prejudiciais à saúde, como o excesso de sal e de líquidos. O procedimento também controla a pressão arterial e ajuda o corpo a manter o equilíbrio de substâncias como sódio, potássio, ureia e creatinina.

Mais investimentos

No segundo semestre deste ano, terá início as obras de outros quatro Centros de Nefrologia e Hemodiálise, sendo no município de Chapadinha, Coroatá, Santa Inês e Imperatriz.

Além do serviço ambulatorial, funciona em todas as unidades de saúde de Média e Alta Complexidade, a hemodiálise hospitalar, que atende aos pacientes internados na capital (Hospital Dr. Carlos Macieira e Hospital de Câncer Tarquínio Lopes Filho), nos hospitais macrorregionais inaugurados na atual gestão em Caxias, Bacabal, Pinheiro, Santa Inês e Imperatriz, além do Hospital Regional de Presidente Dutra.

Os investimentos caracterizam abrangência no alcance dos serviços, como explica a secretária adjunta de assistência à saúde, Larissa Cavalcanti. “Com esses investimentos, vamos conseguir suprir uma demanda reprimida, e ainda, oportunizar a rotatividade de leitos nas unidades onde há pacientes renais crônicos internados para fazer as sessões de hemodiálise”, garantiu Larissa Cavalcanti.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo