24
nov
2014

As razões para escolha de Augusto Barros e Ester Marques

Delegado-Augusto-Barros-e1328749153850

Futuro Delegado Geral da Polícia Civil, Augusto Barros

O governador eleito do Estado Flávio Dino(PCdoB), vem mostrando que seu governo não pretende seguir o perfil perseguidor adotado ao longe de décadas pela oligarquia sarney no Maranhão.

Na relação de todos os anunciados até agora para o primeiro e segundo escalões de sua equipe, a partir de 1º de janeiro, dois nomes merecem certo destaque.

Na confirmação do futuro Delegado Geral da Polícia Civil, Augusto Barros, que no governo Roseana Sarney ainda participa da cúpula da segurança do Estado, inclusive, seu nome chegou até ser cotado para titularidade da Secretaria de Segurança, Flávio Dino usou o critério de reconhecimento ao competente trabalho desenvolvido pelo delegado.

calouros_comunicacao_2009_ 021

Professora Ester Marques, próxima secretária de Cultura do Estado

Para a Secretaria de Cultura do Maranhão, a professora Ester Marques foi indicação direta da Deputada Federal eleita Eliziane Gama(PPS), aceita prontamente por Flávio Dino.

A futura comandante da SECMA, participou ativamente da campanha eleitoral de 2014, pedindo votos ao Deputado Roberto Costa(PMDB), membro da cúpula do clá-sarney. Além disso, Ester Marques possui relação muito próximo com outros membros do alto escalão do governo Roseana Sarney. 

O ‘estreitamento’ com o clã, tanto do Delegado Augusto Barros, quanto da Professora Ester Marques, não impediram que o governador eleio vetasse seus nomes para o primeiro escalão do próximo governo.

E assim será o governo Flávio Dino, sem perseguição…

2 Comentários

  1. blank RAIMUNDO CALCADA disse:

    Ridículo! ester nada tem a ver com a Secteria de Cultura. Por favor…

  2. blank RAIMUNDO CALCADA disse:

    Enquanto isso, a farra continua solta na SECMA. Já vão fazer três meses e o São João 2015 não foi pago. Apenas os bois chamados “grandes”, que não chegam a 10. E mais 3 tambores de crioula.
    Isso num universo de dezenas de grupos, que anda não viram a cor do dinheiro, apesar de terem se apresentado. O curioso é que foi registrado um número de 80 danças portuguesas para receber. Onde elas dançaram, não sabemos.
    Só o Boi de Morros receberá do Estado 40 mil reais. Haja dançada. Fora as extras!
    E o Boi do tal Paulo de Aruanda, que era assessor da Estérica, ex-secretária maluquete, vai receber mais de 40 mil. Ele fazia as programações e tascava o grupo dele. Ganhou tanto dinheiro que abriu um terreiro novo.
    O tal grupo dançou diversas vezes no Palácio e em eventos do Estado. Tinha apresentação em que iam somente com 10 pessoas. A que pontos chegamos…

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo