10
ago
2016

Após fechar com PMDB em Bacabal, PDT ganha no STF o mandato do dep. Alberto Filho

received_1125157720897729

Com a decisão do STF, Júlião Amim toma a cadeira de Alberto Filho na Câmara Federal…

Coincidência ou não, bastou o PDT mudar de posicionamento e declarar ‘da noite para o dia’ apoio ao PMDB na cidade de Bacabal, para o Supremo Tribunal Federal (STF), nesta quarta-feira (10), interromper o mandato de Alberto Filho, deputado federal e peemedebista filho do atual prefeito daquela cidade, Zé Alberto.

Durante sessão plenária, os ministros da corte máxima da justiça brasileira decidiram, por 6 votos a 5, que apreciação final das contas de prefeitos deve ser feita mesmo pelas Câmaras Municipais, não pelos Tribunais de Contas.

Desta forma, os  56.171 votos – até então anulados – obtidos pelo ex-prefeito de Porto Franco, Deoclides Macedo (PDT) durante a eleição de 2014, serão validados.

Desse modo, a coligação “TODOS PELO MARANHÃO 2 formados pelo PDT / PTC / PROS” ganha uma cadeira, que será ocupada pelo suplente de deputado federal Julião Amin [64.896 votos], atual  secretário de Estado do Trabalho e Economia Solidária.

Prejuízo para Davizinho

Como quem perde a vaga na Câmara Federal é a Coligação “PRA FRENTE MARANHÃO 1 (PMDB / DEM / PTB / PV / PRB / PR), significa que Alberto Filho torna-se primeiro suplente. E Davi Alves Silva Júnior [63.706 votos], deputado federal em execício cai para a segunda suplência.

Deste modo, enquanto o deputado federal Sarney Filho (PV)estiver no comando do Ministério do Meio Ambiente do governo Michel Temer (PMDB), o filho do prefeito de Bacabal continua no mandato.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade