02
jun
2016

Antes da demissão por whatsapp, Rodrigo Ramos pediu aumento de mil reais

RodrigoRamos

Torcida rubro-negra atribui a demissão do goleiro a egos do presidente Hans Nina.

Algo chamou atenção no episódio de demissão do goleiro Rodrigo Ramos do Moto Club, feito ontem (1º), segundo setores da imprensa, por mensagem whatsapp.

Apesar das alegações da diretoria que a decisão não teve relação com aspectos financeiros, vale ressaltar que antes de ser dispensado, Rodrigo Ramos pediu aumento de mil reais.

Símbolo da conquista do Estadual 2016, o jogador recebia salário de R$ 10 mil e mais um percentual em torno de R$ 1 mil pela venda das camisas personalizadas, totalizando R$ 11 mil mensais.

Pela renovação do seu contrato, Ramos pediu que o Moto o pagasse R$ 12 mil sem o percentual das camisas, mas a diretoria não aceitou a proposta.

Pode ser que a saída de Rodrigo nada tenha a ver com a questão financeira, mas que o pedido de aumento existiu é insindicável.

Retorno ao Sampaio 

Ontem mesmo o  presidente do Sampaio Sérgio Frota, anunciou o retorno do goleiro Rodrigo Ramos a Bolívia querida. O acerto com o jogador aconteceu depois que o Moto Club desistiu de renovar com o goleiro e capitão da conquista do título de campeão Estadual.

1 Comentário

  1. costa disse:

    O MOTO vai se arrepender por não ter mais esse grande atleta no clube, é so aguardar pra conferir

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade