02
maio
2019

Anajatuba: Vereadora que contratou duas empresas fantasmas quer se reeleger presidente da Câmara

“Maria de Neco” tentar fazer eleição para continuar os desmandos à frente da Câmara.

Denunciada ao Ministério Público por contratar duas empresas fantasmas para fornecer serviços de fachada à Câmara de Vereadores do município de Anajatuba, a vereadora petista  Maria do Rosário Aragão Rodrigues, está tentando manobrar para continuar na presidência da Casa.

Na denúncia formulada pelo Bispo Ricardo, a parlamentar conhecida como “Maria de Neco” desviou recursos públicos por meio de dois processos licitatórios realizados pela Câmara durante a sua gestão [2017 e 2018] à frente do Poder Legislativo anajatubense.

Segundo o documento protocolado no MP-MA sob número 010909-5000/2019, “Maria de Neco” selou contrato de locação de veículos no valor de R$ 78 mil sem publicar o extrato do contrato no Diário Oficial, como determina a lei de licitações.

No endereço de registro da empesa Construtora Farias Silva Ltda-ME, na Avenida Santos Dumont, nº 201. Loja B, bairro do Canário, no município de Turiaçu, foi encontrado apenas uma residência, sem sinal de funcionamento de uma empresa.

O curioso é que embora houvesse carros alugados à Câmara de vereadores, Maria não fez nenhum processo de compra de combustível e nem de manutenção, além de não juntar na sua prestação de contas os documentos relativos aos gastos pagos pela locação dos carros.

Sede da empresa de locação de veículos.

“Maria de Neco” é acusada, ainda, de contratar uma segunda empresa na qual também houve desvio de recursos. Desta vez, a J. L Raquel Comércio e Serviços para fornecimento de serviços de buffet. Esta firma deveria funcionar na cidade de Bacuri.

Pelo contrato de R$ 39 mil com a empresa de buffet, seriam fornecidos salgados nos dias que houvessem sessões na Câmara, conforme as notas fiscais que constam na prestação de contas do ano de 2017. No entanto, até nos meses de recesso do legislativo os valores foram pagos à empresa.

No endereço de registro da empresa, Travessa São José nº 100, Centro da cidade de Bacuri, existe apenas uma residência fechada e os moradores da vizinhança nunca viram ou ouviram falar da existência de tal empresa de buffet.

Além desses dois contratos com empresas fantasmas, estão sob investigação outros tantos firmados por “Maria de Neco” frente da Câmara de vereadores, e que provavelmente, se transformarão em novas denúncias.

– Eleição da Câmara

Em 2018, a vereadora tentou articular uma eleição antecipada para continuar à frente da Câmara, porém, o judiciário anulou o processo alegando ilegalidades.

Com a ajuda do seu pai, Manuel de Jesus, o Neco, principal assessor do prefeito Sydnei Pereira, a parlamentar tem insistido nas manobras para realizar uma nova eleição da Mesa Diretora da Câmara.

blank

Em Bacuri, sede da empresa de buffet.

É exatamente Neco que orienta a filha barrar todas as graves denúncias realizadas na Câmara contra a gestão do prefeito Sydnei, que poderiam resultar no afastamento do gestor se levantas à frente.

– Multa

Existe uma multa aplicada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA) à Maria de Neco no valor de R$1.800,00 referente ao não envio de informações de contratos e licitações da gestão dela frente à Câmara de vereadores.

A consulta da presidente do parlamento imitam o pai, que também já foi chefe do Poder Legislativo e, curiosamente, não prestou contas da sua gestão no ano de 2015.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade

blank

TV TIMBIRA

blank

RÁDIO TIMBIRA

 

Rádio Timbira Ao Vivo