16
jun
2016

Anajatuba perde a proteção social especial e tem o CREAS desativado

Perda do CREAS por consequência da falta de preenchimento do formulário do Censo do Sistema Único de Assistência Social (Censo Suas), revela a falta de operacionalidade e total incapacidade administrativa de um governo municipal sem rumo, fadado ao fracasso.

xxx

CREAS de Anajatuba perde proteção além de configurar um retrocesso as ações da política de assistência, ocasionando prejuízos à dezenas de famílias que necessita desse serviço.

Em Anajatuba, o prefeito interino Sydnei da Anavel, também conhecido como “delator premiado” deixou o município perder o Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS, que faz parte da Proteção Social Especial nas ações da Assistência Social.

O CREAS é uma unidade pública da política de Assistência Social onde são atendidas famílias e pessoas que estão em situação de risco social ou tiveram seus direitos violado.

O órgão é gerido pela secretária municipal de Assistência Social, que em Anajatuba tem a frente o senhor José de Arimatéias Marinho Carvalho (saiba mais sobre o secretário  AQUI e AQUI e AQUI).

Em todo o Brasil, apenas 12 CREAS foram desativados, dentre esses, dois apenas no Maranhão, e um deles foi o de Anajatuba. Veja a relação dos municípios que tiveram seus CREAS desativados.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Anajatuba entre os municípios brasileiros que tiveram o Creas desativado.

A desastrada gestão Sydnei auxiliado pelo secretário José Arimáteias, recebeu da gestão anterior  toda estrutura física, material e profissionais (assistente social e psicólogo) em pleno funcionamento e saldo de R$ 35.771,93 na conta do CREAS. Entretanto, por falta de preenchimento do formulário do Censo do Sistema Único de Assistência Social (Sendo Suas), do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), deixaram que o benefício fosse desativado.

A perda do CREAS por falta de operacionalidade é a demostração cabal da incapacidade administrativa de um governo municipal sem rumo. Além de configurar um retrocesso as ações da política de assistência, ocasionando prejuízos à dezenas de famílias que desse serviço necessita.

Sem contar que com a desativação, consequentemente a prefeitura deixa de receber os repasses mensais do governo federal refente aos serviços  para investimentos no município. E assim segue Anajatuba: Andando para trás…

Gestão anterior

Quando assumiu a prefeitura em janeiro de 2013, Hélder Aragão, que tinha como secretário na área Leonardo Aragão, não encontrou estrutura física do CREAS, e para operacionalizar o serviço foi encontrado na conta bancaria apenas R$ 59,60 (cinquenta e nove reais e sessenta centavos), conforme extrato bancário abaixo.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Como o prefeito Helder encontrou as contas…

Mesmo diante das dificuldades a gestão Aragão conseguiu adquirir estrutura física, material e recursos humanos (Assistente Social e Psicólogo) para que as famílias anajatubenses tivessem acesso as ações essenciais, como violência física, psicológica e negligência; violência sexual; afastamento do convívio familiar devido à aplicação de medida de proteção; abandono; trabalho infantil; discriminação por orientação sexual e/ou raça/etnia; descumprimento de condicionalidades do Programa Bolsa Família em decorrência de violação de direitos; cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto de Liberdade Assistida e de Prestação de Serviços à Comunidade por adolescentes, entre outras.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

CRES ficou estruturado e em pleno funcionamento durante a gestão Aragão…

7 Comentários

  1. Magnelson Abreu disse:

    É um absurdo, mais uma prova da incompetência desse prefeito e desse “ASSASSINO” que agora comanda a Assistência Social, assassino sim, quem é que não lembra do episódio durante o carnaval com o carro da prefeitura? Onde esse Sujeito atropelou e matou… Pois é…. é só clicar nesse link https://www.domingoscosta.com.br/?p=49378

  2. Agnaldo Cabeça disse:

    O antigo secretário realizava um excelente trabalho a frente da Assistência Social, ele nunca iria deixar isso acontecer, o Jovem porém bastante competente Leonardo Aragão é o nome certo para comandar nossa cidade, espero que ele seja o candidato a prefeito em outubro.

  3. Maria Antônia disse:

    Isso é uma vergonha, eu mesmo já fui atendida pela equipe do CREAS, a cidade não pode ficar sem esse serviço, tenho certeza que o Léo não deixaria isso acontecer, concordo com o Sr. Agnaldo, o Leonardo é a pessoa mais capacitada para comandar nossa amada Anajatuba.

  4. Fabio Moreno disse:

    Anajatuba não merece esse Prefeito trapalhão… muito menos esse tal de José de Arimatéia Marinho Carvalho, quem é que não lembra do que ele fez no carnaval, ele deveria estar preso, ele pelo menos pagou o concerto do carro? e a família da vítima? DEUS nos ajude, em outubro vamos saber votar, o povo também tem culpa, não quero defender o outro prefeito, mas com ele o serviço funcionava e a cidade estava se desenvolvendo.

  5. Bella disse:

    Dá pra vê que o Domingos Costa sabe muito sobre Anajatuba.
    quem mora nessa cidade e REALMENTE CONHECE, sabe que CREAS está funcionando muito bem.
    Antes de publicar qualquer noticia, veja se realmente é verídica.
    Passar bem blogueirinho….

  6. Sebastião Machado disse:

    Essa Bella deve ser bem uma das favorecidas do prefeito trapalhão kkkkk não sabe d nada, inocente

  7. Júlio Braga Nunes disse:

    Leonardo Aragão, se DEUS quiser será o nosso prefeito, nele eu confio.

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade