16
maio
2016

Raposa: Precariedade dos serviços de ambulâncias coloca pacientes em perigo

13162462_1061456660601169_882906820_n

Sujeira, improvisos e constantes pregos, essa é a realidade das ambulâncias raposenses.

Insetos como baratas, maca sem colchão – no ferro puro -, botijão sem oxigênio amarrado por uma corda, sucessivos ‘pregos’ devidos aos constantes problemas de motor e assim por diante…

Esses são alguns dos problemas existentes nas duas ambulâncias que o município de Raposa possui.

Os veículos que servem para atender a demanda de 30 mil habitantes,  precisam de socorro. Estão há um bom tempo sem manutenção e circulam praticamente sucateados.

As ambulâncias são utilizadas com frequência para transportar pacientes no âmbito da cidade e até a capital, sobretudo, àquelas pessoas que precisam de serviços médicos nos Socorrões e UPA’s, vez que a Unidade Mista da Prefeitura não possui quaisquer condição de atendimento: Quando não é a falta de médicos, o problema é a ausência de medicamentos. Nos últimos dias faltou até atendente na recepção.

Um dos motoristas que prefere não se identificar temendo sofrer retalhação, disse que o freio de mão de um dos carros não funciona e o estepe é amarrado.

Prego

13236098_1062851493795019_1594676206_n

Uma das ambulâncias circula sem colchão nas macas…

Na tarde da última terça-feira(10), um dos veículos ‘pregou’ na MA-203 estrada da Raposa, a outra ambulância que deveria ficar de prontidão na urgência e emergência, desconsiderou as normas e foi ao resgate do colega (comprove na imagem acima). Curiosamente, o fato aconteceu na frente da residência do líder do governo na Câmara, vereador Laurivan Uchôa(PR).

Os carros estão em péssimo estado de conservação e alguns sem condições até de circularem. É preciso uma atitude do prefeito Clodomir de Oliveira(PMDB), pois a precariedade dos serviços coloca os próprios pacientes em perigo.

Ninguém da prefeitura foi encontrado para falar sobre os problemas enfrentados pela Saúde no município. O secretário de Saúde, Ricardo Lago, que mora em São Luís, está incomunicável.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

  • Você também pode comentar usando o Facebook!

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894

Publicidade