Política

O suplente de deputado estadual Marcos Caldas (PSDB), que assumiu na semana passada a cadeira na Assembleia Legislativa com a licença de Alexandre Almeida (PSD) foi para cima da deputada Andrea Murad (PMDB) nesta quarta-feira (31), durante sessão plenária.

Se o presidente em execício César Pires (PEN) não encerra a sessão com o suplente ainda na Tribuna a situação caminhava para as vias de fato.

dadadada

Play acusa o pai de Andrea de torrar mais de R$ 100 milhões da Saúde do MA na eleição de 2014…

Play, como é conhecido pela sociedade maranhense, usou a Tribuna para lembrar que pai da deputada, o ex-secretário Ricardo Murad, usou a estrutura da Saúde do Estado para eleger a filha e o genro, Sousa Neto, do PTN.

“Eu quero dizer, deputada, que ninguém no Maranhão pode falar que o Marcos  Caldas se vendeu, até mesmo porque eu assumi a cadeira do deputado que nem aliado do governo  é, mas quero dizer a V. Exa. que, no Maranhão, todo mundo diz que a deputada Andréa Murad é a deputada da saúde, é a deputada que quebrou a Secretaria da Saúde e que o pai gastou mais de cem milhões para eleger ela”, disparou Play.

No vídeo, pode-se ver que a deputada sai do plenário bastante exaltada e batendo boca com o orador da tribuna. O clima ficou muito quente na Assembleia.

20141120_110924

Qual será o cargo da “braço direito” de Roseana no governo Federal???

Com a confirmação definitiva do afastamento da presidente Dilma Rousseff (PT) do comando do Palácio do Planalto, a atual “sombra” da ex-governadora Roseana Sarney, Anna Graziela Neiva Costa deve assumir um polpudo cargo no Governo Federal dentro dos próximos dias.

A ex-presidente da Fundação da Memória Republicana, que ocupou o cargo de Secretária Chefe da Casa Civil durante o governo peemedebista no Palácio dos Leões, tornou-se uma espécie de “braço direito” de Roseana desde que deixou o posto de destaque no Estado em dezembro de 2014.

Diante da proximidade com o clã maranhense, Graziela foi a escolhida para o posto – provável Superintendência de algum órgão Federal – destacado no governo Michel Temer (PMDB).

No entanto, ainda não se sabe qual função específica da “faz tudo” de Roseana.

Às 16h49, Temer foi empossado e prestou o juramento no qual prometeu cumprir a Constituição.

Às 16h49, Temer foi empossado e prestou o juramento no qual prometeu cumprir a Constituição.

Três horas após o Senado afastar definitivamente Dilma Rousseff do comando do Palácio do Planalto, o presidente do Congresso Nacional, Renan Calheiros (PMDB-AL), deu posse na tarde desta quarta-feira (31) a Michel Temer no cargo de novo presidente da República.

A curta cerimônia no plenário do Senado, que durou 11 minutos, contou com a presença de deputados, senadores, ministros, militares e magistrados. Entre os convidados de honra, estavam os presidentes do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Lewandowski foi o responsável pela condução do julgamento do processo de impeachment de Dilma. Inclusive, coube a ele decretar o resultado das votações que determinaram o afastamento de Dilma da Presidência, mas mantiveram a elegibilidade da petista a funções públicas.

Renan declarou a sessão conjunta da Câmara e do Senado aberta às 16h41. Na sequência, Temer e os deputados, senadores e convidados cantaram o Hino Nacional no plenário.

“Prometo manter, defender e cumprir a Constituição, observar as leis, promover o bem geral do povo brasileiro, sustentar a união, a integridade e a independência do Brasil”, declarou o peemedebista no plenário do Senado com a mão sobre a carta constitucional.

Três minutos depois, Temer assinou o compromisso de posse diante dos convidados e a cerimônia foi encerrada.

Mesmo com o curto intervalo entre a sessão que destituiu Dilma do poder e a a posse do novo presidente, o plenário do Senado foi decorado com flores para a solenidade. Além disso, o cerimonial do Senado projetou uma imagem comemorativa no painel eletrônico do plenário.

dilma perde o mandato mas mantém direito de ocupar cargo público

Dilma perde o mandato mas mantém direito de ocupar cargo público.

Por 61 a 20, o plenário do Senado acaba de decidir pelo impeachment de Dilma Rousseff. Não houve abstenção. A posse de Temer ocorrerá ainda hoje. O resultado foi comemorado com aplausos por aliados do presidente interino Michel Temer, que cantaram o Hino Nacional.

O resultado foi proclamado pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, que comandou o julgamento do processo no Senado, iniciado na última quinta-feira (25). Agora, os senadores irão decidir se Dilma perde os direitos políticos por oito anos. Dilma fará uma declaração à imprensa. Senadores aliados da petista estão se dirigindo ao Palácio da Alvorada para acompanhar o pronunciamento de Dilma.

7c599b83-bcb6-41d9-890a-7d5f85aecf1a

Imagem divulgada nesta manhã causou polêmica nos grupos de whatsapp e facebook…

Verdadeiras ou falsas? Brincadeira ou ostentação? O certo é que o candidato a vereador por São Luís Raylson Froz da Silva, o Garoto Mídia – repórter do Programa Kamaleão, apareceu nesta quarta-feira(31) exibindo dezenas de “notas” de R$ 100 nas redes sociais.

Ainda não se sabe acerca da autenticidade das cédulas ou se tudo não passa de uma mera conscientização que visa alertar o eleitor a não vender seu voto no dia da eleição. O mais provável é que seja mais um sarcasmo [típico do Kamaleão] e marca registrada do candidato, conhecido pelo espírito gáudio.

Em tampo, Mídia é o mesmo que busca cadeira na Câmara com a proposta de reduzir o salário dos vereadores da Capital maranhense equiparando ao dos professores.

O PNAN representou junto ao Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual, IBAMA, SEMA e prefeituras solicitando a suspensão da apicultura na região, até que um estudo de impacto ambiental seja feito e estabeleça a normatização e regularização da atividade.

DSC_0006

Professor do Departamento de Biologia da UFMA e coordenador do PNAM, Murilo Drummond.

O Programa Nacional Abelhas Nativas (PNAN), vinculado ao Departamento de Biologia da Universidade Federal do Maranhão, está liderando um movimento para alertar sobre o perigo provocado pela ação da apicultura migratória em larga escala no Estado. Essa prática já vinha ocorrendo na região de Santa Luzia do Paruá, mangues da Baixada, em Perizes e agora no cerrado do nordeste maranhense, mais precisamente em Belágua.

Cerca de cinco mil colônias da espécie exótica Apis mellifera, mais conhecida como abelha africanizada, foram instaladas em Belágua, vindas de diversas regiões do Maranhão e estados vizinhos, o que, possivelmente, segundo os estudos do Programa, causará um desequilíbrio na população de abelhas nativas dessa localidade.

No nordeste do Maranhão, as populações de abelhas vêm sendo monitoradas cientificamente pelo Programa há 15 anos, em razão da expansão da eucaliptocultura e da sojicultora. Pesquisadores afirmam que  o desmatamento na região acaba prejudicando o ecossistema e provoca um impacto para as espécies nativas. No entanto, o principal problema, atualmente, reside na prática da apicultura em larga escala na localidade.

“A entrada da apicultura migratória pode constituir-se numa fórmula explosiva de degradação ambiental, que vai potencializar a perda da diversidade de espécies de abelhas nativas da região de Belágua”, revelou o professor do Departamento de Biologia da UFMA e coordenador do PNAM, Murilo Drummond.

De acordo com o professor, a questão problemática não é a apicultura em si, mas a maneira abusiva como a atividade vem sendo praticada na região, sem nenhuma regulamentação.  Explica que, apesar da expansão da eucaliptocultura e da sojicultora, as variadas espécies de abelhas selvagens tinham condições de sobreviver minimamente naquele espaço.

“O problema é que estão colocando uma grande quantidade de ninhos de abelha africanizada num espaço relativamente pequeno, causando um grande impacto às poucas espécies que já sobreviveram ao desmatamento”, destacou Drummond. Segundo ele, a escassez do recurso disponível é uma variável que define o destino das abelhas nativas, uma vez que ambas necessitam de néctar e pólen.

Pesquisas vêm sendo desenvolvidas com o intuito de perceber as características da relação entre as abelhas africanizadas e as abelhas nativas. Alguns estudos revelam que a Apis mellifera é uma espécie bastante ativa e extrai recursos naturais com mais eficácia e rapidez que as selvagens, sobretudo por possuir um porte maior.

A mestranda Cíntia Pacheco, do Programa de Biodiversidade e Conservação, desenvolve uma pesquisa sobre a relação entre as abelhas da espécie Apis mellifera e as abelhas nativas, da espécie tiúba. “Quando não há presença da Apis mellifera por perto, as abelhas tiúba coletam pólen numa quantidade três vezes maior”, disse.

Para tentar solucionar o problema, o PNAN representou junto ao Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual, IBAMA, SEMA e prefeituras solicitando a suspensão imediata dessa prática na região, até que um estudo de impacto ambiental seja feito e estabeleça a normatização e regularização da atividade.

Saiba mais 

O Programa Nacional Abelhas Nativas (PNAN) é resultado do Projeto Abelhas Nativas, realizado em parceria com a Associação Maranhense para a Conservação da Natureza, nos anos 2000. O programa está focado em disseminar as práticas de conservação das abelhas nativas no Brasil.

Com grande repercussão nacional, principalmente em outras universidades, o programa desenvolveu grupos com a missão de disseminar as práticas do Projeto Abelhas Nativas para serem reaplicadas em outras experiências no Brasil inteiro. Na UFMA, o programa possui o apoio do Laboratório de Estudos de Abelhas, coordenado pelas professoras Patrícia Albuquerque e Márcia Rego, e o Laboratório de Estudos Sistemáticos de Insetos Polinizadores e Predadores, coordenado pela professora Gisele Azevedo.

WhatsApp Image 2016-08-31 at 08.41.20 WhatsApp Image 2016-08-31 at 08.41.21 (1) WhatsApp Image 2016-08-31 at 08.41.21O Deputado Estadual Glalbert Cutrim esteve em diversos municípios no último final de semana, ratificando apoio a diversos aliados políticos em atos de campanha.

A maratona começou pelo município de Governador Eugênio Barros, no centro maranhense, onde encontrou-se com a Prefeita Daluz (PSDB) e o candidato a vereador Zezito, que unidos buscam dias cada vez melhores para os eugenios barrenses.

Seguindo agenda, o Deputado, esteve no município de Dom Pedro, apoiando o candidato a prefeito Hernando Macedo (PCdoB). Uma multidão tomou conta das principais ruas da cidade e os acompanhou durante o ato político. “Estamos muito felizes em ter o apoio do Glalbert à nossa campanha, com a união de todos, o município de Dom Pedro continuará no trilho do desenvolvimento”, declarou Macêdo. O evento teve a companhia do Presidente Nacional do PDT, Carlos Lupi, do Presidente Regional, Dep. Federal Weverton Rocha, do Dep. Estadual Fábio Macedo e do Prefeito de São José de Ribamar, Gil Cutrim.

Em Presidente Dutra, declarou apoio a candidata a prefeita Irene Soares (PSL). “Estamos aqui Irene, para caminhar ao teu lado em prol do povo dessa cidade e juntos iremos trazer dias melhores para essa gente”, declarou o Deputado em ato político realizado com a candidata e as principais lideranças políticas do município.

Em Alcântara, juntamente com o vereador Biné, o deputado declarou apoio ao candidato a prefeito Anderson (PCdoB). “Glalbert, o povo de Alcântara precisa voltar a ter dignidade, e estamos muito agradecidos com teu apoio nesse projeto”, declarou Anderson.

O Deputado Glalbert encerrou as visitas políticas do final de semana pelos municípios do Maranhão na cidade de Apicum-Açu, onde acompanhado do ex-prefeito Cecé Monteiro participou de caminhada com mais de 4mil pessoas, declarando apoio ao candidato a Prefeito Zequinha (PCdoB). “Estou presenciando uma verdadeira festa da democracia, o povo de Apicum já sabe em qual caminho quer trilhar, e se o povo já escolheu, Deus abençoa”, disse o Deputado.

Nas próximas semanas o Deputado percorrerá outros municípios declarando apoio a aliados políticos.

14218208_1143275589085942_1663001860_n

Durante exibição do Programa Algo Mais e nas redes sociais, Paulinha Lobão apareceu sem aliança…

Se o anúncio do fim casamento de 26 anos dos apresentadores globais William Bonner e Fátima Bernardes caiu como uma bomba para o público, a possível quebra de laço conjugal do casal maranhense Edinho e Paulinha Lobão, que dura 25 anos, deve movimentar também as redes sociais.

Uma fonte ligado à família Lobão confidenciou ao titular do blog que o casamento do suplente de senador e da apresentadora do ‘Algo Mais’ já se foi… E portanto, é só questão de tempo para torna-se público.

Tanto, que ambos já circulam sem aliança. Qual a causa? ou quem é o motivo? Isso ainda é um segredo!

No programa do último sábado(27) já era possível ver a apresentadora com os dedos limpos e com textos reflexivos bem direcionados.

p3

Edinho e Paulinha estão casados há 25 anos…

No Instagram, por exemplo, a apresentadora publicou fotos sem a aliança (confira nas imagens acima).

Que os dois sempre tiveram relação conturbada – pelo menos ao olhar da imprensa – não é segredo, o fato é que onde tem fumaça tem fogo.

A assessoria de Paulinha negou o boato, e descontraiu: “É claro que não, apenas a Fátima [Bernardes] que se separou”.

No entanto, ao ser questionada sobre a ausência da aliança no dedo anelar da mão esquerda, a resposta deixou ainda mais espaço para conclusões férteis: “Paulinha agradece muito seu contato, que você pode ficar a vontade para tirar qualquer dúvida”, disse a assessora.

Caminhada de Edivaldo no Coroadinho (272)

Prefeito Edivaldo cumprimenta moradores poucos antes do incidente…

A coordenação de campanha de Edvaldo Holanda (PDT) até que tentou abafar, mas logo os burburinhos foram confirmados.

Na tarde desta terça-feira(30), durante caminhada que fez parte da programação do pedetista no bairro do Coroadinho, os partidários do prefeito foram surpreendidos com tiros disparados para o alto, possivelmente por traficante que buscavam manter o barulho da propaganda eleitoral bem longe do morro.

Após apuração da procedência dos áudio que circularam nas redes sociais, o blog constatou que diferente da alegação dos aliados do prefeito, não foi apenas uma discussão de moradores que provocou o corre-corre, mas disparos ouvidos do alto.

Assim que chegou no local da concentração da caminhada, no Alto do São Sebastião, Edivaldo foi recebido pelas já conhecidas “formiguinhas” – pessoas que recebem em média R$ 50,00 para levantar bandeira de partidos em atos políticos – e em seguida, prosseguiu pelas ruas do Polo Coroadinho.

Nesse momento ouvi-se os tiros. Em três dos áudios que o blog teve acesso, é possível ouvir perfeitamente os relatos dos moradores: “Traficante acaba de largar bala no prefeito aqui, aqui no Coroadinho, na Vila Conceição“, diz um popular.

Outra moradora conta com mais detalhes como tudo aconteceu: “Galera de Edivaldo vieram pedir voto aqui em Coroadinho, foram pro morro, maluco caiu foi de bala em uns e outros, tá babado aqui, Coroadinho tá pânico, não vou nem sair fora. Barros nem nem sai de casa, já tá sabendo, tudo interditado ai”, afirma.

No terceiro áudio, percebe-se a voz do locutor da campanha do prefeito tentando acalmar os participantes da caminhada. Uma mulher apavorada diz: “Gente tiroteio aqui na caminhada do Coroadinho, foi um inferno loucura, loucura, loucura”, alega a testemunha.

Ouça abaixo os áudios:

– 01 – 

– 02 –

– 03 –

te (1)

Júnior Marreca passa cheque voador para custear campanha do filho…

Ex-prefeito de Itapecuru-Mirim e atual deputado federal pelo PEN, Antonio da Cruz Filgueira Junior, o Júnior Marreca precisa aprender honrar seus compromissos, sobretudo, os financeiros.

É que na semana passada, o parlamentar passou por um constrangimento imenso ao ter um cheque no valor de R$ 2.500 devolvido pelo Banco do Brasil por estar sem fundo. O “voador”, foi assinado no dia 15 de agosto, um dia antes do início da campanha eleitoral e serviria para custear despesas da campanha do filho, Neto Marreca (PEN), candidato a prefeito em Itapecuru-Mirim.

Além do ato irresponsável de calote, o deputado cometeu pelo menos um crime: emitir cheque sem provimentos de fundos é uma conduta típica de criminoso, do tipo estelionatário. Essa conduta está no artigo 171 do Código Penal Brasileiro e a pena pode chegar à cinco anos de prisão.

O titular do cheque foi procurado pelo blog para se pronunciar a respeito, mas sem sucesso.

1 2 3 19

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894
Celular: (98) 98160-1081

RÁDIO TIMBIRA

https://www.ma.gov.br/wp-content/uploads/2018/07/Timbira-Banner-player-2018.gif?w=700

Publicidade