Política

inacio-encontro-pt

Zé Inácio é um dos lideres de destaque durante o encontro do PT.

O deputado Zé Inácio (PT) participou, nesta sexta-feira (29), do Encontro Estadual do Partido dos Trabalhadores no Maranhão. O Encontro Estadual do Partido é a etapa preparatória para o V Congresso Nacional que acontecerá em Salvador, de 11 a 13 de junho próximo.

O encontro tem como objetivo debater a situação do país, a partir da avaliação dos 12 anos de governo do PT no plano federal, a relação partido e governo, bem como a ação do PT no Estado, considerando os desafios de organização partidária e do fortalecimento da sigla em nível local.

O evento contou com a presença do presidente estadual do PT, Raimundo Monteiro, do deputado federal Zé Carlos e dos deputados estaduais Zé Inácio e Francisca Primo.

Participam também prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, dirigentes municipais e representantes de movimentos sociais.

Na manhã de sábado (30), o deputado Zé Inácio abordou a atual conjuntura nacional do partido, ressaltando mais uma vez a importância do trabalho junto com as bases.

FLAVIO DINO - GOVERNADORPor Flávio Dino

Andando pelo Maranhão há tantos anos, uma imagem bem marcante que trago comigo, tanto porque é forte, quanto porque é reincidente, é a dos caminhos percorridos por milhares de maranhenses com latas e baldes d’água na cabeça . São homens, mulheres, crianças que, por total ausência do Poder Público ao longo de décadas, não têm até hoje acesso à água tratada em casa. Essa realidade, porém, não é exclusiva de lugares longínquos. Mesmo em São Luís, grandes prédios precisam contratar carros-pipa para o abastecimento, às vezes todos os dias.

Desde o começo do nosso governo temos feito o máximo para mudar esse quadro. Nestes 5 meses, com muito foco e trabalho da nova equipe gestora e dos funcionários da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), já realizamos reparos e intervenções emergenciais em várias cidades maranhenses. E vamos ampliar cada vez mais a nossa capacidade de dar respostas concretas aos graves problemas de fornecimento de água em diferentes lugares. A partir desta semana, a Caema entregará à população de São Luís e de outras cidades do Maranhão obras que trarão melhorias imediatas ao caótico sistema que nos foi entregue.

Na região central de São Luís, vamos inaugurar seis poços que vão beneficiar pelo menos 35 mil moradores de 40 bairros. Em junho, começarão a funcionar os poços do Bairro de Fátima e Vila Passos; em julho, será a vez da Praça da Misericórdia, Monte Castelo, Parque do Bom Menino e Outeiro da Cruz. Nos bairros adjacentes à Cohab e ao Cohatrac, serão mais 8 poços, alcançando quase 250 mil pessoas, 1/4 da população da capital.

Vamos concluir a reforma parcial do sistema Italuís, porém vamos fazer mais. Para por fim ao histórico rodízio de água na capital, nossa administração vai investir R$ 100 milhões no reforço de vazão do Sistema Italuís. A instalação da elevatória na altura do km 22 da BR 135 vai reforçar o bombeamento de água do sistema, aumentando em 75 porcento o fornecimento de água na Ilha. Ou seja, em vez de meros paliativos, teremos uma solução duradoura.

A Caema hoje age em dezenas de cidades, com destaque à recuperação de 13 sistemas de abastecimento e mais 3 obras de grande porte para melhorar os sistemas de abastecimento em Pinheiro, Tutoia e Chapadinha, reformando-os por completo. No próximo mês, Imperatriz também receberá novos poços. Em dois anos, vamos investir R$ 20 milhões para captação, tratamento e substituição de pontos críticos da rede de distribuição da segunda maior cidade do Estado.

No nosso plano prioritário de melhoria no abastecimento de água também estão as sedes dos municípios incluídos no Plano Mais IDH. Já contratamos os projetos básicos e executivos e, até o fim de 2016, as casas das sedes dos 30 municípios mais pobres terão água tratada. Serão investimentos da ordem de R$ 75 milhões já garantidos em saneamento nessas cidades, que nunca tiveram a verdadeira atenção do Poder Público. E os povoados também serão alcançados, com o uso de recursos do Fundo Maranhense de Combate à Pobreza, que finalmente está livre de desvios e fraudes.

Como se vê, o Governo do Estado começou em 2015 a executar o maior plano de investimentos em acesso à água desde a construção do sistema Italuís, na década de 1980. Em dois anos, vamos investir mais de R$ 500 milhões em captação, tratamento e distribuição de água em todas as cidades do Maranhão, deixando para trás o abandono quase que completo do saneamento básico observado nas últimas décadas.

Preparamos e estamos executando muitas outras ações para que, ao longo de quatro anos, as maiores injustiças do Maranhão sejam vencidas. Estamos lutando para que a terra que Deus abençoou com água em abundância seja a terra em que a sede de justiça social é saciada. Meu coração pertence a essa causa.

11311902_865193670227470_2136826751_n (1)

Luiz Carlos, funcionário do município de Vitória do Mearim, encontra-se foragido, mas as diligências realizadas pelas Polícias Civil e Militar continuam, com o objetivo de prendê-lo.

Os policiais militares envolvidos no fato que culminou na morte do mecânico montador Irinaldo Batalha, 34 anos, na tarde de quinta-feira (28), no município de Vitória do Mearim, foram presos e autuados em flagrante pela Delegacia de Homicídios em São Luís, e responderão pelo crime de homicídio qualificado.

O principal suspeito de cometer o crime, o vigilante identificado por Luís Carlos Machado de Almeida, funcionário do município de Vitória do Mearim, que teria executado um dos assaltantes com dois tiros após perseguição policial, encontra-se foragido, mas as diligências realizadas pelas Polícias Civil e Militar continuam, com o objetivo de prendê-lo.

O coronel Marco Antônio Alves explicou que após a polícia ter acesso às imagens que mostram a execução de Irinaldo Batalha e a consequente identificação do vigilante Luiz Carlos, as buscas para realizar sua prisão foram intensificadas, uma vez que o mesmo encontra-se foragido.

Ele explicou ainda que os policiais relataram que o vigia Luis Carlos estava na viatura acompanhando a ação. “Os militares disseram que o vigilante era uma pessoa conhecida na cidade e sempre dava apoio à polícia, sendo funcionário do município. Ele teria sido levado para trazer a motocicleta após a prisão dos suspeitos e quando o garupa foi atingido e veio ao solo ele teria sido designado para permanecer no local e fazer a segurança da área, uma vez que a perseguição continuou”, declarou.

doris

O vigilante Luiz Carlos foi designado para permanecer no local e fazer a segurança da área.

“Os militares receberam ordens para se apresentarem no Comando Geral da PM, e assim o fizeram na noite desta sexta-feira (29), onde foi instaurado um processo administrativo para investigar a participação dos policiais no homicídio, além de terem sido autuados em flagrante pela Delegacia de Homicídios pelo crime de homicídio qualificado”, disse o  Marco Antônio Alves, comandante Geral da Polícia Militar do Maranhão.

Nota da Prefeita Dóris Ribeiro

Enfim a Prefeita de Vitória do Mearim, Dóris de Fátima Ribeiro Pearce, se pronunciou sobre o caso. Em nota, a gestora diz que a respeito da operação policial ocorrida na última quinta-feira (28) “vem a público registrar que lamenta profundamente o resultado da ação policial que culminou com a morte de um homem”.

Esclarece ainda que, “não poupará esforços a fim de colaborar com as investigações, convicta de que violência não se combate com violência e sim na observância da Lei e dos direitos humanos. E enfatiza que confia plenamente na capacidade e competência da Secretaria de Segurança Pública para a condução racional e justa do caso.

Não foram raras as vezes em que, pelas redes sociais, a população do Maranhão se viu de cara com situações inusitadas em que presidiários gravaram vídeos de dentro de suas celas ou que homens encapuzados filmaram a si mesmos com músicas de apologia ao crime e exaltação de facções ilegais.

Sec.-de-segurança-Jefferson-Portela-foto-Gilson-Teixeira-003

Jefferson Portela, Secretário de Segurança.

Uma série de ações integradas da Inteligência da Polícia Civil e da Polícia Militar resultaram em prisões importantes ao longo deste ano, e começaram a desarticular as facções criminosas que, de tão corriqueiras ações pela cidade, passaram a ocupar o imaginário e o noticiário cotidiano da Região Metropolitana.

São elas o PCM (Primeiro Comando do Maranhão), o Bonde dos 40 e o Bonde dos 300 (uma dissidência interna do Bonde dos 40). As três, bem estruturadas pelo tráfico de drogas, assalto a agências bancárias e fortes no crime organizado – e que, ao longo dos anos, por ausência de ações eficazes na sua desarticulação, se fortaleceram e se organizaram na Região Metropolitana.

Em 2015, a partir do novo comando da Polícia Militar e de uma integração forte do setor de investigação da Polícia Civil, foram desencadeadas nos primeiros cinco meses operações que resultaram na prisão de algumas das principais “torres” dessas facções (denominação dada aos líderes de cada grupo).

A primeira ação que resultou na prisão de 10 membros do PCM aconteceu no dia 6 de fevereiro, durante festa da facção que acontecia no Alto da Vitória, no Anjo da Guarda – em que integrantes conhecidos como Sacola, Felipe, Neto, Dedico, Timoteo, Preto e Márcio foram presos portando crack, cocaína, maconha e armas brancas.

Março

Este foi o mês em que a desarticulação começou a se intensificar. Logo no início, o Serviço de Inteligência da PMMA identificou o paradeiro de Marley Lima Costa, mais conhecido como “Badboy”, que estava dentro de uma igreja evangélica. Ele era um conhecido latrocida que atuava no Anjo da Guarda.

Três dias depois, houve confronto com a quadrilha do perigoso assaltante conhecido como “Jr Catita”, na Comunidade Andiroba. Pertencente ao Bonde dos 300, ele era conhecido das autoridades policiais e estava junto a outros 3 integrantes do bando. Na troca de tiros com a Polícia Militar, os integrantes da quadrilha de assalto e tráfico de drogas acabaram mortos.

No dia 16 de março, foram presos outros 6 integrantes do Bonde dos 300, portando tijolos de maconha prontos para venda, revólveres, balas e motocicletas. A ação resultou de denúncias da vizinhança do bairro Anil, incluindo a presença de um menor entre os envolvidos no crime.

Mias oito integrantes do “Bonde dos 40” foram presos no fim do mês de março. Um deles conhecido por “Marcola” era considerado um dos maiores assaltantes de banco e lojas de joias, além de ser responsável por vários homicídios na capital. Cumprido ordem de prisão, a PM capturou Marcola em sua própria casa na Turiúba.

Outra operação de vulto em combate ao Bonde dos 40 foi a prisão de Jarison Almeida, vulgo “Senzala”, no Bairro do São Francisco. Com ele, foram apreendidas uma pistola glock 9mm, uma espingarda calibre 12 CBC, dois coletes à prova de balas, 37 cartuchos de bala, 69 cabeças de crack e muitas joais como relógios, cordões, aneis e pulseiras de ouro. A prisão foi considerada de “alta periculosidade” e contou com viaturas e helicóptero do GTA.

Dias antes, foram presos quatro suspeitos de assalto às empresas MPX e Pelicano. A prisão de “Neguinho”, “Alex”, “Luza” e “Êre” foi efetivada no mesmo dia do cometimento do crime, resultando na apreensão de armas, celulares e documentos. Todos pertencentes ao Bonde dos 40.

Abril e Maio

Em abril, as investigações levaram a mais prisões de integrantes do Bonde dos 40. No dia 1º foi a vez do “Potiguar”, acusado de participar do latrocínio do estudante da Rua Rio Branco, no Centro de São Luís. No dia 28, foram encontrados Ailson e Alerson Mafra Oliveira, vulgo “Cafu”, conhecidos homicidas do Conjunto Nova Terra. No dia 28, Jr. Bala e Ricardo Sousa Moraes, integrantes do PCM, foram detidos no bairro J Câmara, em São José de Ribamar, com revolver calibre 38, munições e colete à prova de balas.

Doze integrantes do PCM, escondidos em casebres de barro na Vila Canaã, foram encontrados e presos em operação resultante de investigação acerca de assaltantes, traficantes e homicidas que atuavam permanentemente naquele bairro. Os acusados eram acompanhados durante 10 dias para que sua rotina fosse conhecida e a operação deflagrada no início da manhã do dia 8 de maio tivesse êxito.

Além da condução dos assaltantes à prisão, foram apreendidos revolveres, munições, 1.200 kg de maconha e material para sua fabricação e comércio. Todos foram autuados por crimes de Organização Criminosa, Tráfico de Entorpecentes, Corrupção de Menores e Porte Ilegal de Armas, sendo que dois deles vieram a óbito na troca de tiros.

Alguns dias depois, os irmãos Denison e Benedito Romeu Filho também do PCM foram presos em sua residência, em operação realizada com o consentimento da mãe dos integrantes da quadrilha. Eles atuavam na Cidade Olímpica e foram denunciados por moradores através do Disque Denúncia. Junto a eles, foram encontrados celulares com dezenas de mensagens de negociação de armas, munições e veículos roubados.

Operações contra assaltos a banco

Nesses meses, quadrilhas de assalto a bancos no interior do Estado também foram desarticuladas. As primeiras foram em São José de Ribamar e Bacabeira nos dias 8 e 12 de janeiro, com a prisão de sete assaltantes.

Na cidade de Timon, duas operações tiveram sucesso, uma em março – com a prisão de três integrantes de quadrilha que atuava nos interiores do Maranhão e do Piauí, – e outra com prisão de sete integrantes de quadrilha de assalto a bancos (realizadas em Timon e em Brejo Grande de Araguaia no Pará)

Na cidade de Presidente Dutra, em abril, através de investigações do Serviço de Inteligência apreendeu 18 peças de dinamite, dois cilindros com gás de maçarico, uma motosserra, 45 munições, pinos vazios para cocaína, um carro roubado e uma moto sem placa, quando realizou a prisão de Francilene da Silva Gabriel, que estava acampada junto com o marido para realizar assaltos a agências bancárias na região.

E o que tem o número de homicídios com isso?

Mesmo com as operações mais importantes realizadas no começo deste ano, continuam altos os índices de violência na capital e nas demais grandes cidades do Maranhão. Isto porque as facções criminosas cresceram ao longo dos últimos anos, à medida em que não foram combatidas em sua raiz. No entanto, o noticiário tem relatado que os primeiros meses do ano apresentam queda do número de crimes.

Segundo fontes da Polícia Militar ouvidas pela reportagem, o início da queda dos índices de violência têm direta relação com as prisões ocorridas em 2015. Isto porque muitos dos integrantes das facções que foram presos ou morreram em confronto eram conhecidos homicidas, traficantes e assaltantes conhecidos como “torres”.

Ontem, a Secretaria de Segurança Pública divulgou relatório em que demonstra a redução de 10,7 por cento  no número de crimes com morte nas 10 cidades mais populosas do Maranhão. Nelas, o número de assaltos a comércio também caiu, chegando à redução de 24,95 por cento.

A grande maioria dos integrantes das três principais facções presas faz parte da população encarcerada do Complexo Penitenciário de Pedrinhas que, hoje, possui alas distintas para cada facção, evitando os confrontos corriqueiros que deflagraram em 2013 e 2014 a maior crise do Sistema Penitenciário do Estado, fazendo com que o Maranhão figurasse no noticiário internacional com mortes, decapitações em série e inúmeras rebeliões.

As ações internas do Complexo Penitenciário também incluíram maior rigor na revista das visitas (evitando entrada de aparelhos celulares e armamento), o que resultou em prisões de familiares e agentes penitenciários que tentaram entrar com esse material.

Município de São Luís aprova texto do Plano Municipal de Educação

Município de São Luís aprova texto do Plano Municipal de Educação

O município de São Luís concluiu nesta quarta-feira (27) a elaboração do Plano Municipal de Educação (PME). O documento, que define metas e estratégias para o setor até o ano de 2024, foi aprovado no colóquio “A importância do Plano Municipal de Educação na construção da política educacional de qualidade social”. O evento foi realizado no auditório Alberto Abdalla, na sede das Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema) e contou com a participação de educadores, representantes de instituições do poder público e da sociedade civil organizada, gestores escolares e representantes de famílias de estudantes.

“Nós trabalhamos conjuntamente com a sociedade civil e com várias entidades representativas para termos um texto que contemple as reais prioridades da educação de nossa cidade. Esta parceria foi muito produtiva e hoje culmina na aprovação do Plano Municipal de Educação, que é a concretização documental dos interesses coletivos relacionados às políticas públicas na área”, disse o prefeito Edivaldo.

O colóquio foi organizado pelo Fórum Municipal de Educação de São Luís (FME). Na cerimônia de abertura, o coordenador do Fórum e secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, parabenizou todos os que contribuíram para a construção do PME e disse que a aprovação do Plano Municipal de Educação na instância do Fórum é um marco para a cidade de São Luís, consolidado na gestão do prefeito Edivaldo.

“Este documento vem sendo discutido e preparado há bastante tempo. Ele traz consigo a participação do coração e das mentes de todos que nele trabalharam. Por isso defendi nas reuniões do Fórum e continuo a defender durante este colóquio a importância de fazer este momento de debate para consolidar o caráter democrático das discussões que já realizamos. O Plano Municipal de Educação não se fechará só em letras e palavras, mas na certeza de que as metas serão cumpridas para melhorar a qualidade de ensino municipal “, disse Geraldo Castro.

Também esteve presente ao evento o vice-presidente da Comissão de Educação da Câmara Municipal de São Luís, vereador Pavão Filho. Ele é autor do Projeto de Lei nº 5.780/2013, sancionado pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior, que criou o Fórum Municipal de Educação para reunir poder público e sociedade civil e discutir a temática na cidade. “O Fórum é um ambiente que chama todos os atores do processo educacional para discutir essa política pública de forma democrática e participativa, com o objetivo de melhorar os indicadores educacionais e a qualidade de ensino. O plano municipal é resultado desde debate que começou no fórum”, explicou o vereador Pavão Filho.

O PME estabelece 20 metas e cerca de 300 diferentes estratégias com o objetivo de garantir avanços significativos na área educacional até o ano de 2024. Valorização dos profissionais do magistério, recursos para a área da educação e diversidade de gênero estão entre os temas abordados pelo documento e que foram discutidos durante o colóquio.

A presidente do Sindicato dos Profissionais do Magistério da Rede Pública Municipal de São Luís, Elisabeth Castelo Branco, reforçou a importância do debate. “Esse colóquio hoje é de fundamental importância para que reflitamos aquilo que nós queremos para nossa educação e possamos alcançar bons resultados no ensino público municipal”, disse a professora Elisabeth.

Copia(10)_8655_image

DEBATES
Com o objetivo de consolidar o processo democrático de construção do Plano Municipal de Educação, o colóquio de aprovação do documento contou com a consultoria de uma equipe de especialistas e mestres em diversos segmentos educacionais.

Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio, Educação Superior, Gestão, Financiamento e Valorização dos Profissionais do Magistério estão entre os temas que foram debatidos com a mediação de profissionais especializados. A consultoria possibilitou dirimir dúvidas pontuais durante as discussões e assegurar assim a aplicabilidade das metas propostas.

A versão preliminar do PME foi entregue ao Fórum Municipal de Educação em março de 2014. O documento foi construído por uma comissão especializada, após reuniões em escolas de São Luís e representantes do poder público, da sociedade civil organizada e da comunidade em geral.

O PME passou ainda por dois períodos distintos de consulta pública: o primeiro, em 2014, para as contribuições da sociedade em geral. O segundo, na semana que antecedeu o colóquio, para que as instituições participantes do evento tivessem acesso à versão mais recente do documento e enviassem as últimas contribuições. O balanço dos debates foi tema também de encontro com a presença do coordenador do Fórum Nacional de Educação, Heleno Manoel Gomes de Araújo Filho.

O Plano Municipal de Educação seguirá para a Câmara de Vereadores de São Luís, onde será analisado e colocado em votação e depois, para sanção do prefeito Edivaldo. Estavam ainda presentes à solenidade a secretária estadual de Educação, Áurea Prazeres; a titular da 2ª Promotoria de Justiça Especializada em Defesa da Educação, Maria Luciane Lisboa Belo; o presidente do Conselho Municipal de Educação, Roberto Mauro Gurgel e a coordenadora municipal da Mulher, Vânia Albuquerque.

Também esiveram no evento a consultora do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Andréia Barbosa; a presidente do Conselho Municipal do Fundeb, Lindalva Lopes; e representantes do Conselho Tutelar da Vila Luizão, da Associação dos Amigos dos Autistas (AMA), da Associação dos Travestis e Transexuais do Maranhão (Atrama), do Grupo Gayvota e da Federação das Uniões de Moradores de Bairros e Entidades Similares do Maranhão (Fumbesma), entre outras entidades, além de gestores escolares e professores.

Novo vídeo obtido com exclusividade pelo Blog, mostra momentos antes da aglomeração de populares em volta do corpo do mecânico montador Irinaldo Batalha, 34 anos, na proximidade do praça Nossa Senhora de Nazaré, Município de Vitória do Mearim, na tarde da última quinta-feira(28).

doris

Vigilante Luiz Carlos ficou “monitorando” o vigilante agonizando enquanto a viatura da polícia seguiu em perseguição ao condutor da moto.

Segundo informações de testemunhas que estava no Posto Lopes – próximo do local do assassinato, na BR 222 – assim que a vítima foi atingida na cabeça, caiu da garupa da motocicleta, no entanto, Diego Gianni Ferreira Fernandes, 27 anos, continuou pilotando a moto. A viatura da polícia começou uma perseguição, mas o vigilante Luiz Carlos ficou no “monitoramento” do corpo do mecânico agonizando no chão (como mostra as imagens exclusivas), minutos depois com um tiro no rosto mata Irinaldo Batalha.

Secretário Jefessor Portela

Ao jornalista Thiago Bastos, o secretário de Segurança Pública Jefferson Portela chamou de “clara, cruel e desumana” a conduta do vigilante da Prefeitura Municipal de Vitória do Mearim.

O titular da segurança, disse que tanto o dupla da motocicleta errou ao não parar na blitz, quanto os policiais militares que atuaram na abordagem de forma desastrada. “O vídeo retrata o conjunto dos fatos. É uma prova material”, explicou.

Os policiais que ainda não tiveram os nomes revelados, foram autuados na Delegacia de Homicídios. Já o vigilante autor do assassinato do mecânico continua foragido.

Nova nota

Na segunda nota emitida sobre o caso, o Governo do Estado diz que repudia veementemente a forma brutal e covarde com que o suspeito de participar o assalto foi executado e adotará todas as medidas legais para punir todos os responsáveis pelo crime.

familia-rios

Deputado Estadual Ricardo Rios(PEN) é filho da Prefeita de Vitória do Mearim, Doris Ribeiro.

É impressionante como alguns gestores tentam se fingir de “morto” para se esquivarem de assumir suas responsabilidades e eventuais erros, como nitidamente parece ser o caso da prefeita de Vitória do Mearim, Doris Ribeiro Rios (foto).

Um vigilante funcionário da Prefeitura de Vitória do Mearim, chamado de Luiz Carlos, executou em público um cidadão que estava baleado no chão e sem qualquer reação. O caso deve também ganhar repercussão nacional.

No entanto, até o momento a Prefeitura de Vitória do Mearim não emitiu uma Nota sobre a tragédia ocorrida no munícipio e cometida por um servidor público municipal. A prefeita Doris Rios precisa declinar o nome do executor e se ele tinha autorização da Prefeitura de Vitória do Mearim para trabalhar armado.

Pelo visto o silêncio sepulcral é hereditário, pois tão calado como está a prefeita Doris Rios, está o deputado estadual Ricardo Rios na Assembleia Legilsativa. Inclusive a eleição de Rios é apontado como principal fator pela desastrosa gestão atual em Vitória do Mearim.

Continuem lendo no blog do Jorge Aragão.

Leia também:

– Vídeo mostra execução na frente de dezenas de pessoas em Vitória do Mearim

– Identificado vigilante que matou mecânico em Vitória do Mearim

11211485_865277786885725_700198151_o

O sono profundo do Fejma – Fórum Estadual de Juventude do Maranhão acabou. Na noite desta sexta-feira(29) aconteceu no Auditório da Casa do Maranhão, no Centro Histórico em São Luís, o ato de abertura do XIV encontro que reúne entidades de Juventudes de todo o Estado. A última vez que o Fórum se reuniu foi no último final de semana do mês de Abril de 2012, no Município de Nunes Freira, portanto, há 3 anos. A programação do encontro terá seu ponto alto amanhã, sábado(30), quando serão eletos os 15 Conselheiros Estaduais de Juventude na representação da sociedade civil para compor o Cejovem – Conselho Estadual de Juventude do Maranhão.

IMG-20150202-WA0073-Cópia (1)

Ruy Pires – em destaque – alega que não trabalha para Andréa Murad.

O advogado Ruy Pires entrou em contato com o titular do blog e em seguida enviou nota esclarecendo o post: “Travestido de moralista, nauseabundo Ruy Pires defende Ricardo Murad“, confira abaixo:

Caro Domingos Costa,

Em respeito ao publico que acompanha o seu respeitado blog, e ao bom jornalismo, a bem da verdade busco junto a Vossa Senhoria esclarecer alguns fatos sobre minha pessoa no post acima, vejamos:
1- Não sou, e nem, quero ser moralista, mas, sou militante do PMDB e estou exercendo o meu direito de expressão partidária.

2-Não sou funcionário do Gabinete da Deputada Andrea Murad.

3-O processo da Umes, já tem sentença transitada em julgado, e, não há nada contra a minha pessoa sobre esse caso e nenhum outro judicial, portanto sou ficha limpa.

De já agradeço a atenção que foi dispensada a mim pelo titular do blog ao atender meu telefonema, e a oportunidade de concessão do DIREITO DE RESPOSTA.

São Luis, 29 de maio de 2015

Ruy Oliveira Pires.

vitoria

Corpo da vítima já sem vida foi colocado na viatura por cima de outro ferido na operação. Do lado, o vigilante Luiz Carlos usa colete da polícia militar e age como um PM.

Foi identificado o homem que assassinou o mecânico montador Irinaldo Batalha, 34 anos, na tarde de ontem(28) na proximidade do praça Nossa Senhora de Nazaré, Município de Vitória do Mearim.

O executor do crime que abalou a Cidade é o vigilante identificado por Luiz Carlos, funcionário da Prefeitura Municipal. Ele estava com um colete da polícia junto com os policiais militares no momento que os “suspeitos” furaram a abordagem policial.

Como tudo aconteceu

11311902_865193670227470_2136826751_n (1)

Vigilante Luiz Carlos, funcionário da Prefeitura Municipal está foragido

Irinaldo Batalha morador da Rua Lourenço da Cruz Bogea, Município de Arari, saiu de casa na garupa de uma motocicleta com um amigo identificado como Diego, para assistir um jogo de futebol, os dois seguiram até a Cidade de Vitória do Mearim.

Por volta das 16h30 foram surpreendidos por uma blitz perto do Posto Lopes, na praça Nossa Senhora de Nazaré. Eles desobedeceram a ordem de parada na barreira da polícia e seguiram em alta velocidade.

Nesse momento, o vigilante Luiz Carlos atirou contra eles, vindo a acertar as costas e a cabeça do garupa que caiu da moto e foi arrastado por mais de 20 metros, quebrou a perna e bateu com o rosto no chão. O condutor [Diego], foi atingido com um tiro no pé.

Segundo os familiares das vítimas, populares foram impedidos de prestar socorro aos feridos. A família ainda sustenta que com eles não foram encontradas armas, drogas ou objeto de furto.

Vídeo

aaaaaa

Mecânico montador Irinaldo Batalha, 34 anos, assassinado em Vitória do Mearim.

No vídeo publicado com exclusividade pelo blog, o vigilante de bota preta e calça de militar, pisoteia o rosto da vítima antes de efetuar dois tiros de misericórdia a queima roupa na frente de dezenas de testemunhas.

Após o crime, o corpo da vítima foi coloco na viatura, e acreditem, junto com o condutor da moto atingido com um tiro no pé. A imagem deixa claro que a viatura 14-160 da 13ª Companhia Independente da Polícia Militar participou de toda ação.

Nota

A Secretaria de Estado da Segurança Pública emitiu nota na tarde desta dexta(29). Diz que Polícia Militar realiza diligências para prender o vigilante suspeito de execução, que se evadiu do local. A polícia também determinou a imediata apresentação dos policiais militares, que atenderam a ocorrência ao Comando Geral da Polícia Militar para apurar as circunstâncias em que ocorreu toda a operação e adotar as providências legais que o caso requer.

1 2 3 17

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894
Celular: (98) 98160-1081

RÁDIO TIMBIRA

https://www.ma.gov.br/wp-content/uploads/2018/07/Timbira-Banner-player-2018.gif?w=700

Publicidade