Essa semana teve início a aplicação da camada de concreto do pavimento rígido da faixa central da via que vai comportar o BRT.

A obra de implantação do Ônibus de Trânsito Rápido (BRT) que vai inaugurar um novo modelo de transporte público na grande Ilha continua progredindo.

Essa semana teve início a aplicação da camada de concreto do pavimento rígido da faixa central da via que vai comportar o BRT.

Toda a parte estrutural da obra, como drenagem e terraplenagem já foi concluída, assim como a colocação da camada de brita graduada simples (BGS) com espessura de 10 cm de altura e a camada de 10cm de concreto compactado a rolo (CCR).

Após essas duas etapas, o corpo técnico instalou as placas de ferragens que medem 3,5m por 5m que serão responsáveis pela estabilidade do pavimento, para em seguida receber a implantação da camada de concreto com 23 cm de espessura, totalizando 43 cm de pavimento rígido.

“O pavimento rígido tem muitas vantagens em relação ao pavimento asfáltico, como o custo benefício, durabilidade e desempenho. Para se ter uma ideia, o pavimento asfáltico tem em média,  uma vida útil de 10 anos, enquanto que o pavimento rígido pode chegar a 30 anos com o mínimo de manutenção”, pontuou Lawrence Melo, presidente da MOB.

Prolongamento da Avenida Litorânea e Avenida São Carlos

O lote 01 da obra de implantação do BRT que compreende o prolongamento da Avenida Litorânea e requalificação da Avenida São Carlos também seguem o cronograma de execução.

Na Avenida São Carlos, os operários trabalham nos serviços de drenagem profunda da via. Já no prolongamento da Avenida Litorânea, a construção das pontes sobre o Rio Pimenta e Rio Claro estão na fase final e os serviços de terraplenagem, que deixa a via pronta para receber a camada asfáltica, também se encaminham para o fim.

“Estamos intensificando os trabalhos para entregar até o fim do ano para a população maranhense essa nova alternativa de transporte que além de contribuir para desafogar o trânsito vai intensificar o comércio e o turismo naquela região”, finalizou Lawrence.

A informação da possibilidade de Gil entrar no APB foi dada pelo radialista Marcelo Minard no programa Ponto e Vírgula

O deputado federal Gil Cutrim (PDT) negou que pretenda se filiar ao Aliança Pelo Brasil, partido em criação do presidente Jair Bolsonaro. “Isso não existe“, afirmou.

A informação da possibilidade de Gil Cutrim entrar no APB foi dada pelo radialista Marcelo Minard no programa Ponto e Vírgula da Difusora FM.

Gil disse ao blog que nem saiu ainda do PDT. “Primeiro ainda não resolvi o problema com o PDT, segundo esse partido ainda nem nasceu e pra nascer precisa colher milhares de assinatura, isso não acontece da noite pro dia. E nunca anunciei ida para partido nenhum, antes que resolva a minha situação“, afirmou.

Os recursos foram utilizados para custear a manutenção de serviços da universidade e para o pagamento de contas de energia do campus

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, empossou nesta terça-feira (12) o novo reitor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Natalino Salgado Filho. A cerimônia foi realizada na sede da pasta, em Brasília (DF), com participação do secretário de Educação Superior do MEC, Arnaldo Lima; do vice-governador Carlos Brandão, de deputados federais e do presidente da Federação das Indústrias do Maranhão (Fima), Edilson Neves.

Em seu discurso, Natalino se definiu como um “servo da universidade”. “Em oito anos como reitor, deixei de lado uma profícua carreira como empreendedor na iniciativa privada. Fiz uma gestão acadêmica, sem viés ideológico ou partidário”, disse. O ministro Weintraub destacou: “Não preciso nem destacar a importância da Universidade Federal do Maranhão, são 40 mil pessoas envolvidas e um grande orçamento”.

O deputado federal Juscelino Filho (DEM-MA), coordenador da bancada maranhense no Congresso Nacional, prestigiou a solenidade. “A UFMA é uma instituição muito importante na formação de profissionais, em pesquisas, na oferta de serviços de saúde, entre outros. Fiz questão de cumprimentar o reitor e me colocar à disposição para ajudar nos desafios, que são muitos e vão muito além da questão financeira”, afirmou o parlamentar.

Em julho deste ano, o deputado do Democratas conseguiu a liberação de R$ 5 milhões para a instituição junto ao Ministério da Educação, após ser acionada pela então reitora Nair Portela. Os recursos foram utilizados para custear a manutenção de serviços da universidade e para o pagamento de contas de energia do campus e de fornecedores, o que foi fundamental para que o funcionamento seguisse normal.

Currículo

Nascido em Cururupu (MA), Natalino Salgado Filho tem 72 anos, graduou-se médico pela UFMA e doutor em Nefrologia pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Já foi reitor da instituição maranhense por dois mandatos, de 2007 a 2015, e diretor-geral do hospital universitário. Natalino venceu a disputa eleitoral que ocorreu em junho com 50% dos votos e teve o nome confirmado pelo presidente Jair Bolsonaro no dia 6 de novembro.

A desembargadora Angelar Salazar com a presidente do Cocevid, desembargadora Salete Sommariva

A desembargadora Angela Salazar – presidente da Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça do Maranhão – foi eleita para o cargo de Secretária do Colégio de Coordenadores da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Poder Judiciário Brasileiro (Cocevid), em São Paulo.

O Cocevid reúne as coordenadorias estaduais responsáveis, em seus Tribunais, pelo fomento de políticas institucionais contra a violência doméstica, de forma autônoma ou com órgãos municipais, estaduais ou federais, atuando sempre sob as diretrizes e as metas do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A eleição da desembargadora do TJMA, Angela Salazar, como Secretária e da desembargadora do TJSC, Salete Sommariva, como presidente do Colégio de Coordenadores da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Poder Judiciário Brasileiro ocorreu na sequência dos trabalhos do XI Fonavid, com a apresentação de palestras, debates e oficinas práticas para os juízes que atuam em processos de violência no âmbito das relações domésticas, afetivas ou familiares.

A ideia do Cocevid é unir e fortalecer as coordenadorias estaduais das mulheres e aproximá-las do Fórum Nacional de Juízas e Juízes de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (Fonavid). O trabalho do Cocevid consiste na força da união pelo enfrentamento da violência contra as mulheres e da desigualdade existente nos direitos humanos das mulheres.

O Fonavid tem a tarefa de elaborar enunciados que orientam os procedimentos dos operadores do direito e subsidiam decisões e entendimentos dos integrantes da magistratura brasileira.

Em dezembro de 2014, quem ganhou destaque no Blog do Domingos Costa foi o empresário Maurício Branco – que atuava no ramo de automóveis em Santa Inês – uma das maiores referências quando o assunto é o fornecimento de ambulâncias a prefeituras do Maranhão.

Numa rápida pesquisa ao Diário Oficial do Estado, o blog encontrou nada menos que 17 contratos de fornecimento de ambulâncias  envolvendo o empresário com pelo menos 15 prefeituras diferentes.

Cinco anos após, na manhã desta quarta-feira (13),  o Ministério Público do Maranhão (MPMA) e a Polícia Civil realizaram em Santa Inês, a Operação Emplacamento. A 1a Vara Criminal do Termo Judiciário de São Luís determinou o cumprimento de mandados de busca e apreensão em quatro empresas e cinco residências no município.

Maurício, tampouco, sua empresa figura entre os investigados nessa operação do MP e da Cívil. O que chama atenção é o fato dele e os que estão sendo investigados serem da mesma cidade: Santa Inês!

O deputado do DEM, coordenador da bancada maranhense no Congresso Nacional, aposta em avanços econômicos, sociais e tecnológicos.

Mercado aeroespacial mundial movimenta mais de US$ 300 bilhões por ano

O Senado aprovou nesta terça-feira (12) o Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 523/2019, que ratifica o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas entre Brasil e Estados Unidos, assinado em março deste ano, para uso da Base de Alcântara, no Maranhão. O texto, que pela manhã havia sido votado na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, não necessitada de sanção presidencial e segue agora para ser promulgado.

Para o deputado federal Juscelino Filho (DEM-MA), trata-se de uma conquista não apenas para Alcântara e o estado, mas para todo o país. “O acordo nos coloca em um mercado mundial que movimenta mais de US$ 300 bilhões por ano. Teremos a oportunidade de promover uma verdadeira transformação econômica, social e tecnológica, de construir uma nova realidade para todos, inclusive para as famílias carentes da região”, disse.

Ainda de acordo com o parlamentar, valeu toda a mobilização de deputados e senadores do Maranhão. “Na Câmara, asseguramos o regime de urgência no início de setembro e, menos de dois meses depois, o projeto passou no plenário. Vinte dias se passaram e já conseguimos aprová-lo no Senado. Como maranhense, brasileiro e coordenador da nossa bancada federal no Congresso Nacional, estou muito feliz com essa vitória”, celebrou.

O Centro Espacial de Alcântara tem uma localização considerada privilegiada e estratégica. Isso porque a velocidade de rotação da Terra é maior nas áreas próximas ao Equador do que no restante do planeta, o que facilita os lançamentos. A base está pouco mais de 2 graus ao sul da linha imaginária que divide o planeta ao meio. “Essas condições são únicas e vão contribuir para que o Brasil seja uma grande potência nesse setor”, atestou Juscelino Filho.

Alguns pontos do acordo

O acordo proíbe o lançamento de espaçonaves ou veículos de países sujeitos a sanções estabelecidas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas ou cujos governos tenham repetidamente apoiado atos de terrorismo internacional. Também não será permitido o ingresso de equipamentos, tecnologia, mão de obra ou recursos financeiros de países que não sejam membros do Regime de Controle de Tecnologia de Mísseis (MTCR, na sigla em inglês).

O texto também veda a divulgação de dados técnicos e sobre equipamentos dos Estados Unidos. O governo norte-americano, no entanto, deverá fornecer ao governo brasileiro informações sobre a presença de material radioativo ou de substâncias que possam causar danos ao meio ambiente ou à saúde humana, de acordo com a legislação brasileira. Está previsto no acordo um plano de controle de transferência de tecnologia.

17 Prefeituras do MA são alvos de Operação do Gaeco e Polícia Civil.

O Ministério Público do Maranhão (MPMA) e a Polícia Civil realizaram na manhã desta quarta-feira, 13, em Santa Inês, a Operação Emplacamento. A 1a Vara Criminal do Termo Judiciário de São Luís determinou o cumprimento de mandados de busca e apreensão em quatro empresas e cinco residências no município.

Coordenaram a operação as unidades do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), bem como a Superintendência de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor) e a Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC). Foram apreendidos computadores, aparelhos celulares e documentos, que serão submetidos à perícia e devidamente analisados.

O Inquérito Policial, instaurado pelo 2º Departamento de Combate à Corrupção (2º Deccor) em trabalho conjunto com o Gaeco, apura possível organização criminosa com atuação na venda de veículos, principalmente ambulâncias, para prefeituras do Estado do Maranhão, mediante fraude e provável desvio de verbas públicas, com a participação de empresários, despachantes e servidores públicos.

INVESTIGAÇÕES

As investigações apontaram que, em 2017, no emplacamento de veículos adquiridos pelas prefeituras, o despachante e sócio da empresa Santa Inês Emplacamentos, Élton Luís da Silva Lima, apresentava duas notas fiscais à Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) em Santa Inês. Uma primeira nota consignava a venda do veículo para a empresa R L de Farias – RL Empreendimentos, cujo sócio responsável é Roberto Lima de Farias. A segunda nota registrava a revenda desta empresa para as prefeituras.

Apesar da existência de duas operações de compra e venda, Élton Luís da Silva Lima solicitava o registro e o primeiro emplacamento em nome das Prefeituras, o que era autorizado pelo Ciretran de Santa Inês. A operação era registrada no sistema informatizado como se a venda tivesse ocorrido diretamente do fabricante para as Prefeituras.

Em 2018, essa prática foi proibida pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Élton Luís da Silva Lima passou, então, a utilizar notas fiscais falsas para continuar obtendo o registro e o emplacamento diretamente em nome das Prefeituras, como se as vendas tivessem sido feitas pelos fabricantes.

Após a realização de diligências junto aos fabricantes, constatou-se que as vendas eram feitas, de fato, para as empresas F V dos Santos (Totalmax), R L Empreendimentos ou para pessoas físicas ligadas a elas. Os veículos eram posteriormente entregues às Prefeituras, com valores superiores aos que efetivamente haviam sido adquiridos.

De acordo com as informações prestadas pela Secretaria de Estado da Fazenda, as operações sugerem forte indício de supressão de crédito, pois a empresa R L Empreendimentos atua como locadora de veículos, gozando de benefícios fiscais, assim como Danielle Brito de Oliveira, Gustavo Henrique da Silva Gomes e Antônio Carlos dos Santos Martins Júnior, que tinham vantagens em razão do Convênio ICMS 51/00.

A empresa F Vieira da Silva também foi investigada e tinha o mesmo modus operandi. Klecyo Henrique de Matos Barrosera contador nesta empresa e na R L Empreedimentos.

Dentre as prefeituras que adquiriram veículos através desse esquema criminoso estão a de Bom Lugar, Pio XII, Anapurus, Buriti, Altamira do Maranhão, Tasso Fragoso, Santa Luzia, Mirador, Vargem Grande, Afonso Cunha, Esperantinópolis, Cedral, Bequimão, Araioses, Serrano do Maranhão, Cidelândia e Santa Luzia do Paruá.

Domingos Dutra, está internado no Hospital 9 de Julho, em São Paulo.

O prefeito licenciado de Paço do Lumiar, Domingos Dutra, está internado no Hospital 9 de Julho, em São Paulo.

A informação é de Nathalia Dutra, filha do gestor.

Os filhos de Dutra teriam conseguido informações de que o pai estaria em Imperatriz.

Porém, depois souberam que ele estava na capital paulista, o que foi confirmado pelo Hospital particular no qual ele está internado na UTI.

Ainda repercute e, muito, um áudio divulgado semanas atrás do senhor Audimar Marques Lima, conhecido como Dimas, coordenador do setor de Endemias da Prefeitura de Zé Doca no qual ele faz sérias e graves acusações contra o secretário de Saúde do município, Francisco Barros Lima, o “Chico Caixão”.

Segundo Dimas, o titular da Saúde zé-doquense mandou enterrar vacina e fazer inquérito canino irregular. Ainda de acordo com o chefe de Endemias, Francisco Barros se apossou de várias verbas do governo federal que era para desempenhar algumas atividades no setor.

“Eu vou denunciar ele [o secretário], vou desenterrar a vacinar que ele mandou nós enterrar, ele é um bandido, ele diz que é um secretário exemplar, mas ele é um bandido”, (sic) diz Dimas.

Para Dimas, secretário “Chico Caixão” é um bandido…

O denunciante afirma também que está sendo perseguido porque declarou apoio ao vereador Edmar. E antes de finalizar o áudio, Dimas desabafa que está sendo ameaçado. “Se alguma coisa me acontecer é por conta dele, ele que tá me ameaçando, ele que tá me fazendo qualquer coisa“, (sic) completou.

Audimar Marques Lima foi exonerado do cargo comissionado no dia seguinte a divulgação do áudio. O secretário “Chico Caixão” nomeou outro servidor para o lugar do denunciante.

  • LEIA TAMBÉM:

– Esquema de caixões movimenta mais de R$ 700 mil em cinco prefeituras do PR, no Alto Turi

Sem jeito para polícia, Júnior prefere o mundo dos games…

O Senador Roberto Rocha (PSDB) tem uma missão difícil, tirar o filho Roberto Rocha Júnior do mundo dos videogames e readaptá-lo na política.

O ex-vereador por São Luís desde que deixou a Câmara em dezembro de 2016 e foi derrotado logo no primeiro turno daquele ano como candidato a vice-prefeito de Welligton do Curso, está ocioso – sem atividade profissional definida – e passa pelo menos um terço do dia jogando videogame.

Aos mais próximos, Júnior diz ser empresário do ramo e espera tão logo fazer sucesso no mercado.

Meses atrás, o pai tentou sem sucesso emplacar o filho na 8ª Superintendência Regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf-MA), mas a indicação ao presidente Jair Bolsonaro não logrou êxito porque não satisfazia a maioria da bancada maranhense que apoia o Governo no Congresso.

Para 2020 o Senador tem planos para tirar o filho dos games, busca indicá-lo como vice na chapa de Eduardo Braide na corrida eleitoral pela prefeitura de São Luís, o problema é que o filho não ajuda, em vez de cair em campo e participar mais ativamente da política da capital, prefere o sofá [cadeira] e o game…

LEIA TAMBÉM:

– Roberto Rocha quer o filho vice de Eduardo Braide em 2020

1 2 3 1.150

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894
Celular: (98) 98160-1081

RÁDIO TIMBIRA

https://www.ma.gov.br/wp-content/uploads/2018/07/Timbira-Banner-player-2018.gif?w=700

Publicidade