Conceição de Maria Pereira de Sousa dentista da prefeitura de Lima Campos é irmã de Fabiana Pereira de Sousa

Maria Sousa, irmã da “dona” da empresa que ganhou licitação em Lima Campos, exibe nas redes sociais seu contrato de dentista da prefeitura…

Conceição de Maria Pereira de Sousa dentista da prefeitura de Lima Campos é irmã de Fabiana Pereira de Sousa que aparece nos registros da Receita Federal como dona de 50% da Gran Medh – Distribuidora de Medicamentos e Produtos Medicos Hospitalares Ltda, empresa envolvida em um escândalo de direcionamento de licitação.

Embora Maria Sousa não faça parte do esquema de fraude em licitação envolvendo a prefeitura e a Gran Medh, o fato dela aparacer na folha de pagamento da prefeitura exercendo cargo de contrato na Unidade de Saúde Básica (UBS) Dona Mãezinha, localizado no Bairro do Salobro, prova a relação pública/privada entre o prefeito Jailson Fausto Alves e a empresa.

Nas redes sociais (print acima), a irmã da dona da empresa especializada em vender produtos e serviços para o setor de Saúde da prefeitura, deixa claro seu local de trabalho. Recentemente, fez uma publicação ao lado de um paciente relatando seu prazer em exercer a atividade no município.

Já no portal de transparência da prefeitura de Lima Campos (confira abaixo), a dentista consta com salário de R$ 4.180,00 (quanto mil cento e oitenta reais) bruto ao mês. Conceição de Maria Pereira de Sousa está inscrita no Programa de Saúde Bucal (PSB).

– Entenda o caso

Criada pelo próprio Jailson Fausto Alves em fevereiro de 2009, a Gran Medh foi inicialmente registrada em nome da filha do prefeito, Jaiana.

O outro filho, Felipe era quem gerenciava os negócios junto com a irmã. Então, após eleito pela primeira vez em 2012, ele tirou a empresa do nome da sua filha e botou em nome de Antônio Câmara, filho de uma servidora pública muito antiga na prefeitura limacampense, dona Dirce Prazeres Rodrigues “braço direito” do prefeito, hoje, ela é atual Chefe do Departamento de Compras. É, também, sobrinha da primeira-dama, Silvana Prazeres.

Do capital social da empresa – desde o seu registro no Cartório Alvimar Braúna, no bairro do João Paulo em São Luís, a “Gran Medh” – 50% “pertence”, no papel, a Fabiana Pereira de Sousa, irmã da dentista contratada pelo prefeito de Lima Campos.

– ABAIXO A COMPROVAÇÃO DO VÍNCULO DE FUNCIONÁRIA DE MARIA SOUSA:


  • LEIA TAMBÉM:

– LIMA CAMPOS: Conheça os “laranjas” do prefeito Jailson na Gran Medh

– Documento revela filha do prefeito Jailson como dona de empresa envolvida em corrupção

–  Escândalo milionário na prefeitura de Lima Campos…

– LIMA CAMPOS: Esquema criminoso pode ter desviado mais de R$ 15 milhões dos cofres públicos

O Partido Democrático Trabalhista (PDT) fará sua Convenção Municipal no próximo dia 20 deste mês, na sede do Sindicato dos Pescadores de São João Batista, a partir das 9 horas.

Na pauta, a confirmação de pré-candidatura de Carlos Figueiredo às eleições de 2020. O convite está sendo feito pelo presidente atual da legenda, ex-vereador Dezinho, e pelo próprio Carlos Figueiredo que é pré-candidato a prefeito de São João Batista e vice-presidente do partido no município.

Além de confirmar a pré-candidatura à prefeito, também serão divulgados pré-candidatos a vereador e adesões ao partido. Para o encontro, está confirmada a presença do senador Weverton Rocha, presidente do PDT no estado; do presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Othelino Neto; e dos deputados Marreca Filho e Pará Figueiredo, além de prefeitos da região.

“Será um grande momento para reafirmarmos nossos projetos para São João Batista e toda a população de nossa cidade está sendo convidada. Venha junto construir uma nova cidade para todos”, disse o presidente do partido, Dezinho.

A fala aconteceu na CPMI das Fake News, nesta quarta-feira, 4.

Durante as revelações de que Eduardo Bolsonaro lidera o chamado “gabinete do ódio”, grupo que ataca adversários políticos do clã Bolsonaro, o deputado federal Márcio Jerry afirmou que é gravíssima a denúncia de que Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), um dos filhos do presidente, tentou criar uma espécie de agência de espionagem para grampear e produzir dossiês contra inimigos políticos do pai.

“Como se admite que o filho tenha ousado, tenha o desplante, a arrogância, a estupidez autoritária de querer desenhar uma Abin paralela no coração do governo? Essa CPMI precisa ir a fundo nisso, convocar o depoimento do ex-ministro Gustavo Bebbianno (PSDB-RJ) para dar explicações, dentre todas as coisas inaceitáveis essa é a mais grave”, disse.

A fala aconteceu na CPMI das Fake News, nesta quarta-feira (4), onde a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), pela ex-líder do Governo na Câmara, revelou o esquema criado pelas milícias digitais da oligarquia Bolsonaro.

Três suplentes de deputados federais devem assumir nos próximos meses

Elizabeth no lugar de Cleber; Júnior na vaga de Fufuquinha e Wolmer na cadeira de Edilázio.

Das 18 cadeiras pertencentes ao Maranhão na Câmara Federal pelo menos três delas serão alteradas nos próximos meses. Um trio de primeiros suplentes deve assumir o mandato.

O primeiro será o ex-prefeito de Pastos Bons, Dr. Antônio Elizabeth Gonçalo. O irmão do prefeito de Santa Rita assume o posto esta semana no lugar do deputado federal Cleber Verde (PRB), que pediu licença por motivo de saúde.

Lá por janeiro ou no início de fevereiro, o vice-prefeito do município de Caxias, Paulo Marinho Junior, irá ocupar o lugar do deputado federal André Fufuca (PP), que se afastará para cuidar de assuntos de interesses pessoais.

Mais adiante, será a vez do também primeiro suplente Wolmer Araújo, o advogado “pesqueiro” – filho do deputado estadual Edson Araújo – ficará no lugar do deputado federal Edilázio Júnior. Aliás, esta semana Wolmer assinou a ficha de filiação partidária do PSD, presidido no Maranhão exatamente por Edilázio. A dupla firmou uma série de acordos em diversos municípios maranhenses.

No MA, a atuação da quadrilha é conhecida como Novo Cangaço. Ele liderou o roubou de R$ 100 milhões ao banco de Bacabal em novembro de 2018.

José Francisco Lumes, o “Zé de Lessa”. Líder do BDM é morto em confronto com a polícia no Mato Grosso do Sul

José Francisco Lumes, lder do BDM foi morto em confronto com a polícia no Mato Grosso do Sul.

Um dos quatro bandidos mortos no confronto com policiais de Mato Grosso do Sul na noite de ontem (3) na fronteira com o Paraguai, José Francisco Lumes, o “Zé de Lessa”, era o bandido mais procurado da Bahia. Fundador da quadrilha Bonde do Maluco, Lessa é apontado como o chefe do ataque ao carro-forte da empresa de transportes de valores Brink’s, segunda-feira (2), entre Caarapó e Amambai.

Zé de Lessa é o “Ás de Ouro” do Baralho do Crime, organograma montado pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia para identificar os bandidos mais perigosos do estado. Ele estava foragido desde 2014 quando foi solto pela Justiça, mas continuava comandando os assaltos à distância. Informações da polícia baiana revelavam que ele estava escondido no Paraguai.

Procurado pela Polícia Federal, Zé de Lessa era fundador do BDM (Bonde do Maluco), uma das facções com maior atuação na Bahia e outros estados do Nordeste. No Maranhão, onde a quadrilha cometeu o assalto milionário, a atuação da quadrilha é conhecida como Novo Cangaço

Bacabal-MA – Dezenas de assaltos, principalmente a agências bancárias, são atribuídas à quadrilha comandada por Zé de Lessa. Em novemnro do ano passado, o Bonde do Maluco teria roubado R$ 100 milhões de um banco em Bacabal, no Maranhão.

No assalto ao banco em Bacabal, o irmão de Zé de Lessa, Edielson Francisco Lumes, e outros dois integrantes da quadrilha foram mortos em confronto com a polícia. Segundo a polícia, Edielson tinha a função de subchefe e repassava as ordens de Zé de Lessa à quadrilha, formada por pelo menos 80 bandidos.

Aparentando sinais lunáticos, o prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bonfim (PSL) gravou um vídeo esta semana no qual diz que a Polícia Civil o investiga em contrato da prefeitura para fornecimento de combustível e que o objetivo da “tal operação” seria prendê-lo.

A gestor atribuiu a suposta investigação da Polícia Civil ao governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), no entanto, não apresenta qualquer prova da tal perseguição.

“Soube que a Polícia Civil estava dando uma batida em um posto de combustível, tentando fazer ligações com o prefeito de São Pedro dos Crentes, estavam atrás de sujeiras.”, diz o prefeito no vídeo, assista acima.

Se realmente a Polícia estiver investigando irregularidade na gestão Lahesio Bonfim, importante seria começar pela folha de pagamento da prefeitura (conforme link abaixo), que segundo o morador Carlos Nascimento, está lotada de funcionário fantasmas, aqueles que recebem dinheiro público sem efetivamente trabalhar.

  • LEIA TAMBÉM:

Morador de São P. dos Crentes reclama da falta de médicos e lista funcionários fantasmas

– Do ex- deputado federal Francisco Escórcio, nesta terça-feira (4) pelas redes sociais ao demonstrar insatisfação em relação aos rumos tomados pelo seu partido, o MDB.

Após pedir aposentadoria de juiz, Madeira agora tem partido para disputar as eleições de 2020.

Para quem apostava que o juiz federal Carlos Madeira estava apenas com blefe em relação a intenção de disputar a prefeitura de São Luís em 2020, agora já pode mudar de ideia. Um dia após anunciar que pediu sua aposentadoria na magistratura, o dono do Valparaíso Acqua Park recebeu de forma oficial o convite de um partido político para enfrentar as urnas eleitorais do próximo ano em busca do Palácio de La Ravardièr.

O interessado em ter Carlos Madeira como nome da sigla é o presidente estadual do Solidariedade, Simplício Araújo, atual secretário de Estado de Indústria, Comércio e Energia (Seinc) do governo Flávio Dino.

Ao posar ao lado do agora ex-magistrado, o chefe do Solidariedade no Maranhão não poupou elogios. “Dr. Madeira é uma pessoa que tem uma bela trajetória de vida, e o respeito e amizade de milhares de pessoas pelo Maranhão inteiro, tem capacidade e pode fazer um grande trabalho com mais gestão e menos política em nossa capital”. afirmou Simplício.

A reforma é considerada um marco histórico para a região,

O início das obras de recuperação da Barragem do Pericumã será lançado na próxima sexta-feira (6) com as presenças da deputada Thaiza Hortegal, o deputado federal André Fufuca e o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio.

A reforma é considerada um marco histórico para a região, depois de 32 anos sem receber obras significativas no empreendimento que é administrado pelo DNOCS, órgão do governo federal.

O assunto foi destaque na sessão plenária desta sexta-feira (04), quando a deputada estadual Dra. Thaiza ressaltou a importância das obras antes da chegada do período de chuvas, em 2020.

“A barragem foi assunto do meu primeiro discurso, em fevereiro, abrimos a Frente Parlamentar, buscamos ajuda com o deputado federal André Fufuca, com o senador Weverton, o prefeito Luciano esteve, inclusive, com o vice-presidente da República, visitei o DNOCS, então passamos este ano comprometidos com a viabilidade dessa reforma, garantida principalmente pelas emendas do deputado André Fufuca. Então, é um privilégio saber que nosso mandato tem valido a pena, que nosso mandato tem sido participativo, parceiro, um mandato de responsabilidade e comprometimento”, destacou a parlamentar.

As emendas no valor de R$ 3 Milhões darão início às obras de revitalização da barragem. O prefeito Luciano explicou que das 4 comportas da estrutura, três comportas estavam quebradas quando iniciou sua gestão.

“Estávamos apenas com uma comporta que rompeu este ano, causando alagamentos e prejudicando centenas de famílias. E a prefeitura, que vinha fazendo a manutenção dessa única comporta, conseguiu abrir duas, conseguindo tirar os ribeirinhos da inundação. De lá pra cá trabalhamos intensivamente junto ao Ministério de Desenvolvimento Regional, a bancada federal, uma verdadeira força tarefa para chegar neste momento importante para a baixada maranhense que é a reforma da barragem do Pericumã”, disse o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio.

A senadora Eliziane Gama apresentou projeto de lei no senado

Foram dezenas de aumentos no número de agrotóxicos pelo Governo Federal em 2019. Para evitar o uso indiscriminado destes elementos no alimento do brasileiro, a senadora Eliziane apresentou projeto de lei no plenário.

O projeto visa garantir o controle e fiscalização dos agrotóxicos, com revisões periódicas dos registros desses produtos, além de adequa-los a legislação.

“As dezenas de autorizações do uso de agrotóxicos está na contramão do recomendado pelos principais organismos internacionais”, destacou a líder do Cidadania no senado.

De acordo com o Ministério de Agricultura, no ano passado menos de 11% do montante pertenciam à categoria dos Produtos Formulados de Baixa Toxicidade. Em 2019, dos 300 novos produtos registrados até setembro, somente cerca de 4% pertenciam a essa categoria.

O projeto não somente se preocupa com a saúde do brasileiro que consumirá o alimento manipulado com agrotóxico, mas com todo o meio ambiente.

“Cientificamente sabemos que o potencial destrutivo desse uso indiscriminado tem impacto imenso no meio ambiente, degradando solo, os lençóis freáticos, entre outros”, finalizou a senadora.

1 2 3 1.159

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894
Celular: (98) 98160-1081

RÁDIO TIMBIRA

https://www.ma.gov.br/wp-content/uploads/2018/07/Timbira-Banner-player-2018.gif?w=700

Publicidade