Secretário Sebastião Uchôa esconde escândalos nas Penitenciárias para não fragilizar ainda mais o Governo em ano eleitoral

O blog teve acesso a informações precisas e exclusivas que comprometem as versões repassadas pela SEJAP – Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária à imprensa sempre que ocorrem mortes, rebeliões e fugas no Complexo Penitenciário de Pedinhas.

Antes dos fatos duas perguntas: Quantos túneis – buracos – foram descobertos no Complexo Penitenciários de Pedrinhas nos últimos anos? E quantos ainda estão sendo perfurados pelos detentos?

Começo concluir que Pedrinhas pode desabar a qualquer momento diante de tantos buracos.  Na noite de ontem quinta-feira 20/03, por exemplo, menos de uma semana da descoberta de um túnel no Complexo de Pedrinhas, foi encontrado mas um, dessa vez, na Penitenciária de Pedrinhas.

O túnel foi cavado na cela quatro do presídio, e já estava próximo do núcleo de saúde. No plano de fuga aproximadamente 90 presos que cumprem pena no pavilhão sairiam com facilidade do Presídio.

Após o túnel ser descoberto os presos promoveram um “quebra-quebra” no Pavilhão F-1 da Penitenciária de Pedrinhas. Revoltados, quebraram todas as lâmpadas e encanamento do abastecimento d’água da unidade. A Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) e o Grupo Especial de Operações Penitenciárias (Geop) foram acionados e controlaram a situação sob tiros de bala de borracha. Os presos passaram a madrugada na quadra do presídio.

Preso fugiu armado pela porta da frente do CDP

Nos discursos técnicos recheados de omissões do Secretário de Justiça e Administração Penitenciária, Sebastião Uchôa sempre esquece de divulgar à sociedade informações preciosas sobre fatos ainda abafados dentro de Pedrinhas. Uchôa, esquece de divulgar que também na noite de ontem (21), dois presos fugiram armados pela porta da frente do CDP (Centro de Detenção Provisória).

Da mesma forma que a SEJAP camufla fugas para não escancarar a fragilidade e a falência do sistema penitenciário maranhenses e afundar ainda mais o incompetente Governo do Estado em ano eleitoral, abafa a notícia escandalosa da recente descoberta de um túnel que liga a Penitenciária de Pedrinhas ao Presidio São Luis I.

É isso mesmo. O Complexo de Pedrinhas está interligado no subterrâneo pelos detentos através de túneis entre uma cadeia e outra!

Muito ainda virá a público. Aguardem…

======================================================   5 COMENTÁRIOS






image003

Preocupado com a Saúde Pública, o deputado federal Domingos Dutra (SDD/MA) encaminhou, ontem, mensagem de apoio aos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate a Endemias (ACE), que passaram toda a manhã reunidos com os parlamentares, na Câmara dos Deputados Federais, no aguardo da votação do Projeto de Lei n° 7495/06 do Senado Federal, que cria o piso salarial nacional para a categoria. A carta foi endereçada ao também deputado federal, Raimundo Gomes de Matos (PSDB/CE), engajado no projeto.

“Ratifico o meu total e irrestrito apoio a luta pelo piso salarial. A resistência da Presidente Dilma é injustificável.  O recuo de dois salários mínimos para o valor atual é mais uma prova de compromisso que todos vocês dão com a saúde da população mais pobre. Falei com os líderes Arlindo e Vicentinho. Apesar dos obstáculos seremos vencedores. Por motivo de saúde estarei ausente fisicamente, porém espiritualmente irmanado com a certeza de que Justiça se faz na Luta”, disse Dutra, lamentando estar fora do Distrito Federal, e não poder se fazer presente na discussão do PL do qual é relator.

O deputado Dutra lembrou ainda que os repasses do Ministério da Saúde, porém, ocorrem de forma precária, e criticou a prática muito comum dos gestores municipais, que pagam incompleta a verba de R$ 1.014,00. Desta, apenas cerca de um salário mínimo (R$ 724,00), em média, chega aos bolsos dos trabalhadores. “Tem prefeito cabeça de bagre que, em vez de completar o apoio da União, rouba, desvia, atrasa os recursos”, criticou Domingos Dutra. Atualmente o piso estabelecido pelo MS, por meio de portaria, é de R$ 950,00, mas os agentes almejam o total justo.

Atento às palavras do deputado Raimundo Gomes de Matos, que preside a frente parlamentar que defende o PL, o maranhense Clenalton Brandão Silva, de 36 anos, ACS há mais de 16 anos, no município de São Domingos do Maranhão-MA, desabafou sobre o problema enfrentado pelos agentes. “A maioria dos prefeitos, não sei por quais razões, não paga o que o Ministério da Saúde repassa para os trabalhadores. Mesmo não sendo a realidade da minha cidade, os colegas dos municípios de Senador Alexandre Costa, Gonçalves Dias, e Joselândia, por exemplo, sofrem com isso”, denunciou o agente.

A mesa de debate também foi composta pela vice-presidente da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde (CONACS), Ruth Brilhante; Eliane Alves, assessora jurídica da confederação; e pela deputada federal Carmen Zanotto (PPS/SC). Na reunião, pelo menos dez estados foram representados por suas lideranças: Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Pernambuco, Piauí, Rondônia, e Sergipe. “Vamos permanecer na Câmara Federal por onze semanas, até que seja aprovado o piso. Vamos nos reversar nesse período para representar cada estado”, garantiu a vice-presidente da CONACS.

 

======================================================   COMENTÁRIO






fetaema 1O pré-candidato a Governador, Flávio Dino (PCdoB), visitou na manhã desta quinta (20) a sede da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura do Estado do Maranhão (Fetaema) para ouvir propostas da diretoria para “ajudar a mudar o Maranhão”.

O material foi entregue por membros da entidade a Flávio Dino para que o pré-candidato conheça os detalhes das propostas dos trabalhadores e trabalhadoras rurais, atendendo às necessidades da classe que tem atuação no campo.

Francisco Miguel, presidente da Federação, apresentou um quadro geral sobre a questão agrária no Maranhão e apontou como principais metas a erradicação do conflito agrário, o incentivo técnico à produção agrícola e a estruturação da educação no campo.

Após conversa com a diretoria, Dino recebeu o material completo com diagnóstico da vida dos trabalhadores do campo e das propostas do movimento como contribuição ao Programa de Governo elaborado pelo PCdoB em conjunto com demais partidos e movimentos sociais e que será apresentado à população ao longo de 2014 como modelo de desenvolvimento integrado para o Maranhão.

“Os movimentos sociais são definitivos para qualquer governo que esteja atento aos apelos sociais. Por isso este é um dos encontros mais importantes desta preparação para a candidatura,” disse Flávio Dino ao afirmar que retornará ao Conselho da Fetaema para debater a reunião de propostas dos trabalhadores rurais.

Histórico de lutas populares

Entre os diálogos com a Federação, foram lembradas as participações de Flávio Dino como advogado de sindicatos, como juiz federal e deputado federal. A diretora Linda Martins destacou que a participação ativa dos movimentos sociais no processo de mudança para o Maranhão deve ser fortalecido desde logo.

Flávio Dino também ressaltou a função de destaque dos movimentos sociais e falou sobre o papel definitivo das organizações da sociedade civil nesse processo. “Em 30 anos de vida pública ao lado dos movimentos sociais, não há dúvida do modelo político que defendemos. Estamos ao lado dos movimentos e da democracia, fundamentais para o desenvolvimento”.

Ao final da reunião, um novo debate de Flávio Dino foi marcado com a Fetaema para debater as propostas apresentadas pelo movimento para a participação no Programa de Governo que está sendo organizado

======================================================   COMENTÁRIO






Os presidentes nacional e estadual do PRTB.

João Câncio (direita) e Levi Fidélix (esquerda)

Não passa de blefe a hipótese do “folclórico” João Câncio deixar de seguir as ordens da família Sarney no pleito eleitoral que se aproxima.

As práticas pré-eleitorais do veterano são mais conhecidas que farinha no Maranhão. O dirigente regional do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro está numa peregrinação sem fim, na tentativa de uma audiência com algum membro do alto clero do Governo.

Meses atrás, procurado por um dos muitos chefões do Palácio dos Leões, por causas ainda desconhecidas, aceitou a filiação dos Deputados Estaduais Stênio Rezende e do ex-genro da governadora Roseana Sarney, Carlos Filho. Em seguida, engoliu o ingresso do Prefeito de Coelho Neto Soliney Silva e seu filho na legenda.

Agora, com aparência de coitadinho, seu João vem falar em suposto rompimento com clã-sarney e diz que tem autonomia dos dirigentes nacionais do partido, tal como, o presidente nacional Levi Fidélix. Será?

A bem da verdade, o PRTB está na conta das coligações de Fernando Sarney. E não será diferente! A intenção de ameaça é faturar cargos de segundo ou terceiro escalão no governo do estado, nada mais.

O partido já gosta de ser tratado como pombo: só com migalha. A explicação é simples, “amarra-se o burro é no rabo do dono!

Simples assim!!!

======================================================   COMENTÁRIO






PPS, a esfinge?

Ontem, dia 19/03/2014, houve uma vibrante reunião de membros do Partido, o PPS, com a participação de membros do Partido Rede, (que mesmo não querendo ser um partido político, é sim, um partido político que busca seu registro junto ao TSE), para a discussão sobre o processo sucessório estadual. Na pauta, a urgente necessidade de formalização de uma aliança partidária necessária à manutenção da candidatura própria do Partido para governador. Não era uma reunião do Diretório Estadual, era para ser apenas uma reunião interna com filiados, nem houve votações, nem novas definições, quem se apressou em publicar essas informações como se a reunião estabelecesse vetos está distorcendo os fatos. A candidatura de Eliziane em momento nenhum foi retirada para ser reafirmada. Nem sequer se estabeleceu vetos a quem quer que seja.

Defendi a tese de que para se tenha um projeto eleitoral exitoso, precisamos ter três condições fundamentais: uma boa candidatura e nós temos; um bom programa de governo e estamos construindo um; e, sobretudo, um leque partidário que garanta à nossa candidata tempo de televisão, visibilidade e que possibilite a eleição de uma vibrante bancada de deputados federais e estaduais!

A candidatura de Eliziane está posta, ela é uma boa candidata, não para forçar um segundo turno para favorecer o candidato governista como querem alguns, principalmente aqueles que a celebram com tanto mino na mídia e nas redes sociais ligadas às hostes governistas. Certamente teremos um excelente programa de governo, mas até o momento não temos o mais importante que são os partidos necessários para a vitória do nosso projeto!

Ainda temos prazos a esgotar e, por isso, a discussão permanece, a candidatura permanece, aliás, nunca foi retirada. Mas, na hipótese de não termos nem o PSB, nem PSDB no palanque de Eliziane e, esgotados todos os prazos, que rumo o Partido deverá tomar? E aí está o dilema da candidatura. Há duas teses correntes: uma de que Eliziane deverá ser candidata a qualquer preço, sem alianças, apenas para afirmar seu nome e se cacifar para disputa pela prefeitura de São Luís. Nessa tese, o Partido corre o sério risco de não eleger deputados estaduais e federais e, o que é pior, poderá deixar Eliziane fora do ambiente político necessário para debater as questões centrais do Maranhão e de São Luís, sua tribuna será apenas a das infindáveis e às vezes inócuas discussões partidárias!  E, de certo, ela terá com plateia apenas os defensores incondicionais dessa tese! Há mais ressentimentos do que razão por trás dos que defendem essa tese de modo tão veemente e linear! Para ser mais claro, os defensores dessa tese lutam apenas para que o Partido, caso não viabilize as alianças, não se junte aos demais partidos de oposição no Maranhão e respeitosamente discordo disso.

O PPS historicamente situa-se no campo da oposição e não poderá servir de esteira messiânica de causas perdidas e ressentimentos passados. Caso houvesse algum dirigente que defendesse internamente o apoio ao candidato governista Luís Fernando teríamos que ouvi-lo respeitosamente, debater e discutir democraticamente sua posição. O que não se pode aceitar é que o PPS se transforme em um instrumento de vinganças pessoais nem o depositário do ódio de ninguém, é sim, um partido preocupado com questões de Estado. É bom lembrar que foi o próprio Partido que garantiu as candidaturas de Jackson Lago (2006) e Flávio Dino (2010) em eleições passadas!

A outra tese, que até ontem era uma questão interna, à qual defendo, é de que o Partido, esgotadas todas as possibilidades de composição, não havendo partidos que garantam as condições mínimas para a disputa, Elisiane deverá com autonomia, decidir sobre o seu futuro, sem qualquer tipo de pressão ou imposição e sua decisão deverá ser respeitada por todos. Ela mais que ninguém sabe a dor e a delícia do momento em que vive.

Pessoalmente defendo que ela seja candidata a deputada federal, juntamente com o Pastor Porto e outros companheiros em uma aliança proporcional que garanta a eleição de uma numerosa bancada de deputados estaduais. Sendo assim, qual o caminho que o Partido deverá seguir na eleição majoritária? Deverá juntar-se ao bloco de oposição, compor a chapa para o senado com o ex-deputado Roberto Rocha e apoiar Flávio Dino para governador.

A reunião de ontem era para ser apenas mais uma discussão interna, não houve votação, nem deliberação, nem veto ao candidato do PC do B, mas alguns presentes ocupados com suas próprias causas fizeram questão de divulgá-la nos blogs e redes sociais, razão pela qual fiz questão de também de tornar pública a minha opinião como dirigente partidário! Eliziane é candidata até o limite do possível, mas enfatizo que, caso não haja alianças para sustentar esse projeto, o Partido deverá seguir com as oposições.

Altemar Lima – Membro da Executiva Estadual do PPS

======================================================   1 COMENTÁRIO






Edinho-e-Cafeteira

Edinho Lobão “trinta” aproveitando-se do debilitado Epitácio Cafeteira para jogar sujo contra Gastão Vieira

Chega ser cômico o anúncio do senador Epitácio Cafeteira(PTB) em apoiar o nome do Senador Edinho Lobão ‘Trinta’ (suplente filho do ministro de Minas e Energia) para disputa que se aproxima ao Senado.

Ontem, quarta-feira 19/03, parte da mídia sarnysista, esbanjou fotos do Senador Cafeteira ao lado de Edinho Lobão “trinta” em resposta às declarações do Deputado Manoel Ribeiro(PTB) que disse sair do governo caso a vaga do Senado não for para o PTB.

Quase sem conseguir falar e se locomovendo em uma cadeira de rodas adaptada, Cafeteira se viu obrigado posar na foto ao lado de Edinho.

Epitácio não é mais o político de década anteriores, perdeu praticamente todas as bases eleitorais. Declarar apoio a Edinho, na prática, não tem lá esse efeito todo. Serve somente para silenciar o guloso Manoel Ribeiro, aproveitador das causas políticas de plantão.

Nessa história de declaração de apoio “forjada/antecipado”, dizem as más línguas, que o ex-ministro e deputado federal Gastão Vieira(PMDB) – também pretendente a vaga de candidato ao Senado – não gostou nada do jogo sujo de Edinho Edinho Lobão ‘Trinta’.

======================================================   2 COMENTÁRIOS






Coordenadores de juventude de Paço do Lumiar

Os coordenadores “faz-de-conta”, Adielson Araújo, Rafael Neves e Raphael Marques

Mais uma prova da falta de compromisso do Prefeito de Paço do Lumiar, “pofeçor/policial” Josermar Sobreiro(PP) com a população luminense, nesse caso especifico, com a juventude da Cidade.

Durante a campanha eleitoral, o “pofeçor/policial” em uma de suas muitas propostas assegurou em cima de palanque que criaria uma secretaria específica para a Juventude. Mas, hoje, já sentado na cadeira há mais de 15 meses, evita falar no assunto.

Em recente conversa com os três “responsáveis” pela coordenação fictícia de Juventude da Prefeitura de Paço do Lumiar – Adielson Araújo, Rafael Neves e Raphael Marques – os jovens confessaram que as ações da coordenação estão desativadas por consequência da falta de estrutura na pasta.

Os três jovens (ex candidatos a vereadores) são conhecidos dos movimentos juvenis e conhecedores das PPJ – Políticas Públicas de Juventude, têm histórico de grandes embates em favor da juventude da Cidade, mas parece que o passado de lutas e conquistas dos protagonistas não é de grande valia para o Prefeito que desmontou a coordenação que só existia mesmo no papel.

Rafael Neves, por exemplo, mesmo sem conhecer muito da área, foi deslocado para iluminação pública da Cidade. Já Raphael Marques está executando atividades diversas em outra secretaria. E Adielson Araújo, que segundo o chefe de comunicação da Prefeitura, atualmente é o coordenador de Juventude, não quis falar oficialmente sobre o assunto.

Procurado pelo titular do Blog para falar sobre o caso, o prefeito Josemar negou que a pasta esteja desativada, mas confessou que os três responsáveis pela coordenação foram deslocados para secretaria de infraestrutura da Prefeitura.

“Paço do Lumiar tem coordenação de juventude e está funcionando. Estamos precisando de funcionários, não podemos contratar, então vamos usar o que tem, é assim que é a meta. Eles estão somente dando um suporte para a secretaria de infraestrutura que está precisando de funcionários.” Afirmou o Prefeito Josemar.

Ora, como a coordenação está funcionando se os coordenadores foram deslocados para outras pastas?

Só na cabeça destrambelhada do “pofeçor/policial”!

======================================================   1 COMENTÁRIO






CAM00817

Policiais em frente ao local do crime

Tragédia na Rua Castro Lisboa, bairro Vila Nova Município de Zé Doca, na noite de ontem quarta-feira 19/03, por volta 21h30.

O usuário de drogas de nome Douglas, 28 anos, durante uma discussão, matou a facadas a própria mãe, depois manteve dentro de casa duas crianças – de 5 e 10 anos – reféns.

A idosa de 60 anos, identificada apenas como Marly, mesmo esfaqueada ainda conseguiu correr e pedir socorro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu horas depois.

Quando a polícia chegou no local o acusado resistiu, houve arrombamento de uma das janelas da residência, após dois disparos, no braço e na perna do filho assassino, conseguiram imobilizá-lo. Douglas foi levado para o hospital e não corre risco de morte. 

Preso foi atingido na perna e braço e levado para o hospital

======================================================   COMENTÁRIO






Juscelino

Juscelino Oliveira(PP) também é pré-candidato a Deputado Estadual

Juscelino Oliveira é político influente, ex-vereador, atual Vice-prefeito de Açailândia e empresário do ramo da construção civil. Detentor de grande credibilidade e prestígio junto à classe empresarial, bem como à população de Açailândia e região.

Na qualidade de um dos fundadores do município, Juscelino Oliveira, sempre teve uma participação ativa no processo político e social de Açailândia. Colaborou e participou ativamente do processo de emancipação do município. Fixou residência em Açailândia desde dezembro de 1979, sendo um dos primeiros funcionários na região do Projeto da Estrada de Ferro Carajás – EFC, exercendo função de chefe administrativo.

Abaixo, recente entrevista concedida ao Jornal do Maranhão, com abrangência na Região Sul do Estado:

JM: Quando você assumiu o cargo de Vice-prefeito, a população de Açailândia acreditava e esperava que você, fosse o “Juscelino” que todos conhecem: atuante e participativo, o que aconteceu e por que você como Vice-prefeito não participou até o momento da administração municipal?

Juscelino: Infelizmente a função de Vice-prefeito é muito cruel, principalmente para aqueles que querem trabalhar em prol do seu município, embora a função seja constituída por lei, não existe nenhuma definição jurídica que lhe garanta a sua participação direta na administração, é uma prerrogativa exclusiva da prefeita. Quando se quer governar em parceria é salutar e muito benéfico para a cidade, quando não, fica apenas na contribuição da ajuda para ganhar as eleições. Deus é sabedor que bem que eu tentei por várias ocasiões fazer parte da administração, me coloquei à disposição da prefeita diversas vezes, mas, sempre fui ignorado… Contudo, mesmo isolado da cúpula do governo, procurei fazer minha parte e continuo fazendo dentro das minhas limitações, como por exemplo: Logo no início do governo, conseguir através do Deputado Federal Weverton Rocha, um milhão de reais para a pavimentação da Vila Progresso II, depois, conseguir mais duas emendas parlamentares; uma com o Senador Lobão Filho e outra com o Deputado Kleber Verde, porém, foi tudo em vão! Infelizmente o município estava e continua inadimplente no CAUC e esses recursos, em torno de quase três milhões de reais, que deveriam vir para Açailândia, foram infelizmente remanejados para outros municípios, o que é uma pena!

No Estado, ainda conseguimos alguns benefícios, principalmente na Secretaria de Estado da Agricultura (SAGRIMA), através do bom relacionamento que tenho com o Secretário, Dr. Cláudio Azevedo, aonde o mesmo liberou para Açailândia, cinco poços artesianos, quinze kits de irrigação, tanques de resfriamentos, dentre outros benefícios. No entanto, por motivos ainda desconhecidos, percebi que paralelamente, a prefeita criou outra espécie de secretaria de agricultura – uma de fato e outra de direito – atribuindo funções a pessoas totalmente alheias aos assuntos da agricultura, dando uma clara demonstração que não queria que eu me envolvesse nos assuntos do governo, foi quando me convenci que eu era uma “persona non grata” na cúpula governamental, então, eu tive que procurar outras formas de trabalhar e ajudar o nosso município…

JM: Como? Por exemplo?

Juscelino: Simplesmente voltei a atuar da mesma forma de antes, como uma espécie de lobo solitário… Reorganizei o Instituto JK e através dele, elaborei vários projetos do “Minha Casa Minha Vida” dentro do Programa Nacional de Habitação Rural – PNHU, para o povoado Novo Bacabal, Bela Vista e PA Francisco Romão, em torno de 200 casas populares. Conseguir também trazer par o nosso município, a implantação de uma unidade de atendimento da JUCEMA, pois, como todos sabem, que apesar da invejável renda per capita do município com o alto índice de empregos gerados pelas indústrias e empresas locais, a cidade não possuia uma junta comercial que pudesse atender as necessidades locais e regionais dos nossos empresários, agora temos. Etsamos tentando trazer através da ajuda do Ministro Lobão, dois terminais da Receita Federal para ser implantado no Prédio do INSS e outros benefícios.

JM: Em sua opinião, na função de Vice-prefeito, o que você considera de mais importante de benefícios que você conseguiu para Açailândia?

Juscelino: Não só em minha opinião, mas na opinião de muitos em Brasília, foi à ideia da criação do COMEFEC, o Consórcio dos municípios da Estrada de Ferro Carajás. Não foi fácil, mas graças a Deus, ele colocou em meu caminho, a prefeita de Bom Jesus das Selvas, Cristiane Damião. O Maranhão terá uma dívida impagável para com este Consórcio, Através do mesmo, é que já conseguimos com  a  VALE S/A, mais de 85 milhões de reais em benefícios para as cidades impactadas pela Ferrovia Carajás, com exceção de Açailândia, que não quis participar do Consórcio e tentou barganhar sozinha e infelizmente teve que se contentar com apenas uma pequena reforma no Hospital Municipal. Só pra se ter uma ideia, o município de Bom Jesus das Selvas, foi contemplada com quase nove milhões de reais em projetos, imagine se Açailândia estivesse nesse rateio, pois o nosso município, além de ter a maior população, possui a maior extensão de ocupação territorial da ferrovia, que são os critérios usados para a distribuição dos recursos oferecidos pela VALE.

No entanto, o mais importante, foi a conquista do Consórcio conseguir convencer os Deputados Federais da Comissão (entre mineiros e paraenses) em especial, o Deputado Federal  e Relator do Projeto de Lei (PL 5807/2013) do Marco Regulatório da Mineração, Leonardo Quintão (PMDB-MG), inserir os municípios maranhenses não produtores de minérios, mas afetado de alguma forma pela atividade da mineração, participar do rateio da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais, denominado de CFEM. Na audiência pública no Congresso Nacional, os prefeitos do Consórcio, começaram a reivindicarem pelo menos 4% do rateio, todavia, graças a fundamental interferência do nosso Ministro de Minas e Energia, Senador Édison Lobão, que inclusive disponibilizou um avião da FAB para levar a Comissão na Audiência Pública em Marabá (PA), onde compareceu mais de 15 prefeitos maranhenses, conseguimos a façanha de sair de lá acertado com a Comissão do Marco Regulatório da Mineração, a reserva de 10% do total arrecadado com os royalties da mineração produzida na Serra dos Carajás e Canaã dos Carajás (PA), o que significa mais de 500 Milhões de reais, conquista esta, que trará para os municípios maranhenses, inclusive para Açailândia, um repasse pelo o Governo Federal de mais de quatro milhões de reais todos os meses, ou seja, mais que o dobro do FPM do município. Inclusive, quero aqui de público agradecer em nome da nossa Presidente do COMEFEC, Cristiane Damião e todos os prefeitos que compõe esta entidade, ao nosso Senador e Ministro, Édison Lobão, pois, sem a interferência dele, nada disso tinha acontecido. – Obrigado meu querido Senador!

JM: Você sabe por que a prefeita Gleide Santos não quis participar do COMEFEC?

Juscelino: Em minha opinião, é por que ela não tem noção da dimensão e da importância do Consórcio para o nosso município, ou talvez, porque este Consórcio foi idealizado pelo o Vice-prefeito do município que ela governa.

JM: Você tem conversado com Prefeita sobre algum assunto do Município?

Juscelino: Não! A última vez que nos falamos, foi nos meados de julho do ano passado, quando por telefone falei com ela para discutir, inclusive, sobre o COMEFEC, ela me disse que estava em Imperatriz, mas assim que chegasse ela me ligaria para falarmos sobre o assunto, não Ligou! Mas, mesmo assim, liguei por várias vezes e quando era atendido, sempre era uma Assessora dizendo que a mesma estava em reunião, me cansei disso e parei de ligar e nunca mais nós nos falamos.

JM: Sabemos que você ouviu a entrevista da Prefeita Gleide Santos na Rádio Marconi, quando ela atacou duramente o Judiciário, como você avalia as colocações da Prefeita e o que você achou da entrevista, Você concorda com ela?

Juscelino: em minha opinião a entrevista foi inoportuna, acho que o diálogo entre os poderes sempre foi o melhor e o único caminho, afinal, os poderes são harmônicos entre si, porém, não podemos confundir relação de harmonia com uma relação de interesses particulares, evidentemente, que cada qual em suas funções, afinal, todos têm seus direitos e obrigações. O Ministério Publico está apenas cumprindo o seu papel e ninguém pode cerceá-lo dessas prerrogativas. Se acaso, alguém se sentir perseguido, o direito de um acaba quando começa o do outro, é pra estes casos que o Judiciário existe: – dar direito a quem tem. As leis que não protegem nossos adversários não podem proteger-nos no futuro.

JM: Se você fosse convidado hoje para assumir uma pasta na atual administração, você aceitaria?

Juscelino: Definitivamente não! Não por medo do desafio, mas sim, pela sincronia governamental que não existe nessa administração, porém, ainda estou torcendo que ela se recupere e faça um bom governo, afinal, nós devemos isso ao povo de Açailândia. Fizemos uma da mais bonita campanha já realizada no município, prometemos muitas coisas… No entanto, até agora nada foi realizado e isso me deixa frustrado, embora não fazendo parte da administração, eu desejo de todo coração que ela se reestabeleça e ponha um pouco de humildade em seu coração, escute mais a sua equipe, pois ainda há tempo de mostrar ao povo de Açailândia que todo esforço da maioria da população, valeu a pena. Por outro lado, não podemos atribuir culpa de um governo que ainda não se acertou, na sua equipe de trabalho, seria injusto! Se o Capitão não passar as coordenadas correta aos seus imediatos, nunca o navio chegará ao seu destino.

JM: Você se sente injustiçado por ter se esforçado tanto na campanha e não ser reconhecido?

Juscelino: De certa forma sim, mas, por outro lado, fico até agradecido a ela por não ter me aceitado na sua equipe da administração. Pois com certeza, a exemplo de quase todo secretariado que já foi demitido, eu estaria nessa relação. É bom lembrar que segundo suas próprias palavras, essa equipe não foi nomeada por ela, mas sim por Jesus Cristo. Será que Cristo errou?

JM: Juscelino é candidato na próxima eleição?

Juscelino: Sou um pretenso candidato a Deputado Estadual! Mas para que eu saia candidato, antes vou consultar a opinião da nossa querida população. Açailândia e a região precisa e precisa muito de um representante na Assembleia Legislativa que tenha conhecimento e saiba defender os interesses da nossa região. Enquanto alguns só pensam em ser prefeito, eu me contento com a missão de representar a nossa região na Assembleia do meu Estado do Maranhão.

JM: Mas se por ventura, a justiça cassar o mandato da atual prefeita, você é o Vice-Prefeito,  você assumiria a prefeitura e renunciaria sua candidatura de Deputado?

Juscelino: Amigo Cesar Junior é uma pergunta muito complexa e de certa forma muito embaraçosa. Antes de lhe responder, eu aqui de público vou deixar alguns esclarecimentos para o povo de Açailândia e principalmente para aqueles que admiram o meu trabalho: A minha vida toda foi um desafio, como a de “Daniel na cova dos leões”. Quero dizer que jamais fugir das minhas responsabilidades sociais, no entanto, fui candidato para ser Vice-prefeito e não prefeito, portanto, sempre me contentei com essa posição, aliás, me encho de orgulho, quando falo para os meus filhos, que sair de Pedreiras, onde fui vendedor de picolé e lavador de carro e hoje eu sou o Vice-prefeito de uma das 20 cidades mais promissora do Brasil. Entretanto, embora, nunca passou pela cabeça, tomar posição ou lugar de ninguém, a função do Vice-prefeito é exatamente essa: assumir o lugar do prefeito, quando o mesmo se ausentar por mais de 15 dias ou quando o mesmo perder o mandato por qualquer questão, nesta última hipótese é claro que eu não fugiria da minha responsabilidade social, eu assumiria sim mais este desafio. Eu sei que alguns políticos e pretensos políticos, odeiam essa possibilidade, pois eles me conhecem e sabem como eu agiria no comando desse município. Por fim, vamos deixar que a  terra e o universo sigam seu curso natural.

JM: Juscelino, de antemão, agradeço por conceder esta entrevista e fique a vontade para suas considerações finais.

Juscelino: Eu é que tenho que agradecer ao Jornal do Maranhão pelo o espaço concedido e dizer aos queridos açailandenses, que tenham fé e esperança, pois dias melhores virão e que a paz esteja presente em todos os momentos vividos pela a nossa querida cidade. Muito Obrigado!

 

======================================================   COMENTÁRIO






Dados do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Estado do Maranhão(Sttrema) mostram que, até a segunda-feira (17), haviam sido registrados 140 assaltos a ônibus em São Luís.

Os dados do Sindicato dos Rodoviários mostram que neste mês, até o dia 17, ocorreram 40 assaltos a ônibus em São Luís. O número é igual ao total registrado em março do ano passado.

Em fevereiro, o sindicato dos trabalhadores registrou 55 assaltos a ônibus, quantidade que supera em 66% o total de ocorrências registradas em fevereiro do ano passado, quando o Sttrema contabilizou 33 assaltos. Em janeiro deste ano, foram 45 assaltos a ônibus, contra 58 registrados nesse mês em 2013.

No ano passado, foram registradas 605 ocorrências, o que representa um aumento de 193% na quantidade de assaltos a ônibus na Região Metropolitana, se comparado com 2012, quando foram contabilizadas 260 casos. Ainda em 2013, agosto foi o mês que mais registrou assaltos, com 70 casos, enquanto em dezembro foram registradas apenas 25 ocorrências, mês em que menos foram registradas ações desse tipo.

Assaltante é espancado até a morte no bairro Jardim América

Foto: Blog do Gilberto LimaUm homem não identificado foi espancado até a morte por volta das 19h desta terça-feira (18) após tentar assaltar uma mulher no bairro do Jardim América.

Os moradores, revoltados com a situação, resolveram fazer justiça com as próprias mãos. O assaltante foi dominado pelos populares e agredido até a morte.

Segundo informações de moradores, a falta de segurança na região é frequente e os criminosos possuem total liberdade para agir.

As agressões terminaram quando foi constatada a morte do assaltante.  O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal por volta de 20h30.

======================================================   COMENTÁRIO

Página 697 de 793« Primeira...102030...695696697698699...710720730...Última »