DEPUTADO-FERNANDO-FURTADO.

Ao criticar a política indigenista no Brasil o deputado Fernando Furtado atacou toda a comunidade indígena brasileira.

Como o blog tinha antecipado na última sexta-feira(18), no post: Áudios bombásticos revelam que Fernando Furtado extrapolou os limites do equilíbrio mental, confira abaixo as 3(três) primeiras partes do  discurso inflamado do primeiro suplente de deputado estadual que durou mais de trinta minutos durante uma Audiência Pública realizada no dia 04 de julho em São João do Caru, organizado pela Aprocaru – Associação dos Produtores daquele Município.

Com uma plenária lotada de trabalhadores ruais, Furtado escatita com o povo das Terra Indígena (TI) Awá, localizada no oeste do Maranhão, território de ocupação do povo indígena Awá-Guajá. Abaixo os também as respectivas transcrições:

ÁUDIO 01:

“Eu vou dizer abertamente, índio nunca me fez nada, não tenho descendência indígena, não tenho parente índio e acho que a política indigenista no Brasil ela é equivocada: uma politica que garante aos índios aquilo que eles não têm direito. Não tem direito porque índio não é melhor do que qualquer brasileiro desse pais, índios têm regalia que os outros brasileiros que trabalham não têm…”

ÁUDIO 02:

“Essa historia dos índios é apenas um plano de fundo para enganar todos nós, essa historia de criar nações indígenas é uma historia da ONU dos americanos que querem tomar nossas riquezas, nós não vamos permitir isso, nosso território é soberano, nós temos a soberania, e não vamos deixar nem americano, nem chinês, nem francês, nem alemão, nem o diabo – filha da puta, que venha do outro lado pra cá. Essa terra é nossa, e nós é que iremos resolver os nossos problemas aqui dentro, nós, nós o povo brasileiro! Porque sabemos resolver os nossos problemas. O que eles querem é criar uma nova área de extração mineral, criar uma empresa estatal, e depois, privatizar como privatizaram a Vale do Rio Doce, é isso que eles querem, e nós não vamos deixar, estamos atentos a essas questões todas. okokoOutra coisa, dizer que índio e pobrezinho, no norte do pais índio tem avião, índio negocia castanha, negocia os recursos naturais daquela região, e, índio lá não tem esse problema. Olha o problema que fizeram em ‘Raposa Terra do Sol’, está lá tudo jogado, ninguém está produzindo nada, tiraram os produtores de arroz deixaram os índios, e índio diz que não sabe plantar arroz, então morre de fome desgraça, é a melhor coisa que tem, porque não sabe nem trabalhar.”

ÁUDIO 03:

“Lá em Brasília o Arnaldo viu, os índios tudo de camisetinha , tudo arrumadinho, com flechinha, tudo um bando de veadinho. Tinha uns três lá que eram veado que eu tenho certeza, veado. Eu não sabia que tinha índio veado, fui saber naquele dia em Brasília, tudo veado. Então é desse jeito que tá, índio já consegue ser veado, boiola, e não consegue trabalhar e produzir? negativo!”

Página 1 de 11