– Do governador Flávio Dino sobre a tentativa do promotor Claudio Guimarães em barrar a realização de festas de pré-carnaval em bairros de São Luís.

======================================================   COMENTÁRIO






Maia veio a capital e comprovou liderança de Flávio Dino e a decadência de Sarney…

A visita do presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM) na capital maranhense, serviu para provar mais uma vez a superioridade política do governador Flávio sobre a família Sarney.

Enquanto Sarney conseguiu reunir apenas quatro dos 18 deputados federais, Dino recebeu Rodrigo Maia com seis deputados federais, Rubens Pereira Júnior (PC do B), José Reinaldo Tavares (PSB), Luana Alves (PSB), Julião Amim (PDT), Weverton Rocha (PDT) e Waldir Maranhão (PP); três deputados estaduais, Cabo Campos (DEM), Antônio Pereira (DEM), e Stênio Rezende (DEM), dois vereadores, Raimundo Penha e Pavão Filho, ambos do PDT; os secretários Marcelo Tavares (Casa Civil) e Márcio Jerry (Comunicação e Assuntos Políticos); e o prefeito e vice-prefeito de São Luís, Edvaldo Holanda (PDT) e Júlio Pinheiro.

A ida de Maia a Sarney  repercutida até no JMTV 2ª Edição, foi protocolar e buscava garantir o apoio do PMDB, a de Flávio Dino foi por reconhecimento e importância do papel que hoje ele ocupa no País.

“O governador Flávio Dino é um quadro que foi deputado comigo de grande qualidade, foi sempre uma referencia para todos nós na Comissão de Constituição e Justiça, e tenho certeza que como governador está realizando um trabalho excepcional. E é claro que o apoio dele e dos deputados que são próximos a ele é muito importante e me dá muito orgulho de ter a possibilidade de estar junto com o governador, com o vice-prefeitos, os deputados, os partidos que eles representam” , ressaltou Rodrigo Maia.

Flávio Dino classificou o encontro como uma oportunidade de diálogo sobre a situação difícil que vive o Brasil e a necessidade de o parlamento ter uma pauta adequada aos problemas nacionais.

“Foi um momento de diálogo e como político, como governador do Estado, desejo que seja possível a Câmara ocupar com grande força, vitalidade e eficiência o lugar que é seu e somente seu. Nós temos três poderes na democracia, e nenhum poder pode ficar acima do outro. E o Congresso Nacional é a expressão máxima da soberania popular” afirmou o governador.

======================================================   COMENTÁRIO






A nova pesquisa confirma, contratada pelo Blog do Jonh Cutrim, mostra a força popular do governador. Passados 2 anos de governo, Flávio Dino consegue escapar do desgaste geral da política e ostenta um patamar bastante elevado de aprovação.

Pesquisa de avaliação do governo Flávio Dino foi realizada entre os dias 17 e 20 de janeiro.

Pesquisa do Instituto Exata para o Jornal Pequeno divulgada na edição deste domingo (22) e com capa já circulando nas redes sociais mostra que o governador Flávio Dino tem 62% de aprovação nas cidades da Ilha de São Luís.

O governo Flávio Dino é aprovado por 62% da população na da Grande São Luís, segundo levantamento feito pelo instituto Exata para o Jornal Pequeno. De acordo com os dados, 33% desaprovam a gestão e 5% não sabem ou não responderam. O relatório da pesquisa ressalta que “a elevada aprovação de Flávio Dino, após dois anos de governo, ocorre em meio a ataques da oposição”.

A pesquisa foi realizada entre os dias 17 e 20 de janeiro, após a saraivada de ataques que o governador sofreu da oposição, especialmente do grupo Sarney através do sistema Mirante.

A pesquisa frustra a expectativa da oposição, que esperava algum abalo na popularidade do governo por causa do reajuste do ICMS e do caso de um aluguel que tentaram passar à opinião pública como escândalo.

======================================================   COMENTÁRIO






A família Sarney passou por mais um vexame político do Maranhão: prova cabal da decadência da oligarquia no Estado! Nesta sexta-feira (20)  o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM) esteve em São Luís para angariar votos na sua campanha de reeleição, e para tanto, escolheu  José Sarney como seu principal cabo eleitoral: péssima ideia! O ex-presidente da república prometeu presença de 12 dos 18 deputados federais maranhenses, no entanto, apareceram apenas quatro. Entre eles, o próprio filho – atual Ministro do Meio Ambiente – , e Juscelino Filho – que só esteve presente para não fazer desfeita a Maia – vez  que é o presidente Estadual do Democratas. Victor Mendes (PSD) e João Marcelo (PMDB) foram os outros dois parlamentares que estiveram presentes no “mega” ato político de Sarney.

Quem não era Sarney... Bastava dar um pio que a classe política enchia qualquer auditório, hoje, sobra espaço até nos sofás da sala.

Quem não era Sarney… Bastava dar um pio que a classe política enchia qualquer auditório, hoje, sem o mesmo prestígio dos anos anteriores, sobra espaço até nos sofás da sala…

======================================================   COMENTÁRIO






SEMUS coíbe venda de produtos que possam trazer risco à saúde

O estabelecimento que for autuado pela Vigilância tem 15 dias para apresentar defesa, de acordo com a Lei Federal 6437/1977 – que versa sobre infrações sanitárias.

Helena explicou que o estabelecimento que for autuado pela Vigilância tem 15 dias para apresentar defesa.

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), está realizando ações de vigilância em farmácias e lojas de produtos naturais para verificar a comercialização do produto noz da Índia. O trabalho é para coibir a venda de produtos que possam trazer riscos à saúde da população, tendo em vista recentes relatos de pessoas acometidas de doenças em decorrência do consumo da semente, além da notificação de um óbito sob suspeita de utilização da noz. A Superintendência de Vigilância Sanitária do Maranhão (Suvisa) suspendeu, na última quarta-feira (18), a comercialização do produto.

A secretária municipal de Saúde, Helena Duailibe, explica que os usuários desse produto estão correndo riscos e devem suspender o uso imediatamente. “A noz da Índia não tem registro no Ministério da Saúde e sua eficácia não tem comprovação, podendo até ser tóxica ao organismo. Fazer uso dela é colocar a saúde em risco”, declarou.

A operação da Vigilância Sanitária já visitou 50 estabelecimentos e autuou os quatro locais onde a noz da Índia foi encontrada. O produto foi apreendido pelos fiscais. A noz da Índia apresenta elevado risco de intoxicação, pois a ingestão de apenas uma semente da planta pode resultar em quadro grave ou severo, com náuseas, vômitos, cólicas abdominais intensas, diarreia e sede intensas, secura nas mucosas, letargia e desorientação. Pode ainda ocorrer desidratação acentuada, dilatação das pupilas, aceleração dos batimentos cardíacos (taquicardia), alteração na frequência respiração (dispneia) e aumento da temperatura corporal (hipertemia).

Durante as vistorias, a Coordenação de Vigilância Sanitária identificou e apreendeu outros produtos que estão sendo vendidos de forma irregular, com prescrição indevida, como Cerveja Preta, Cura Tudo e Extrato de Raiz Gotas do Zeca que são prescritos como medicinais, sem comprovação de eficácia nem registro no Ministério da Saúde.

======================================================   COMENTÁRIO






Após a decisão absurda de acabar com o pré-carnaval nas ruas de bairros de São Luis, a partir deste fim de semana, o vereador Raimundo Penha (PDT) se manifestou por meio da sua página na rede social, condenando a postura dos órgãos que tomaram a “sentença”.

A decisão foi tomada nesta quinta-feira (19) em reunião com representantes da Polícia Militar, Guarda Metropolitana, Corpo de Bombeiros, secretarias de Cultura (Estado e Município), Secretaria de Trânsito e Transporte (SMTT), Ministério Público e outros órgãos.

Pelo que decidiu os órgãos, toda a folia deve se concentrar no Aterro do Bacanga, Praia Grande, Madre Deus, Desterro e outras áreas do Centro. Já os bairros conhecidos tradicionalmente carnavalescos como o Cohatrac e da Cohab-Anil entre outros, ficarão sem a folia. Isto é, completo absurdo!

Confira abaixo o manifesto do vereador pedetista:

======================================================   COMENTÁRIO






Duzentos e oitenta famílias foram beneficiadas com a entrega de títulos feita pelo governador nesta sexta-feira (20).

Nas mãos um documento que mostra que é, sim, possível tornar sonhos realidades.  Foi o que 280 famílias da zona rural de Paço do Lumiar puderam constatar, na tarde desta sexta-feira (20), ao receber os títulos de propriedade de seus imóveis das mãos do governador Flávio Dino. São pessoas que ocuparam estes espaços há anos, em busca de um local para morar, e, só agora, puderam ter legalmente a posse dos seus lares.

Concedido pelo Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma), nesta remessa, dos 280 títulos de terras, 184 são novos, garantindo aos beneficiados a formalização da posse e da situação cartorária de suas propriedades todos de moradores da Vila Nazaré e Residencial Carlos Augusto.

Cais de São José de Ribamar 

Obra trouxe a população ribamarense oportunidade de emprego, expansão do turismo e melhorias na qualidade de vida.

Prevista para ser entregue no final do primeiro trimestre de 2017, a obra de requalificação do Cais de São José de Ribamar, foi vistoriada pelo presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), Ted Lago, e técnicos de engenharia, nesta semana. O empreendimento de grande porte está sendo realizado no terceiro município mais populoso do Maranhão e o investimento é de R$ 1,9 milhão, custeados pelo Governo do Maranhão.

A obra iniciada ainda na gestão Gil Cutrim (PDT), trouxe ao povo ribamarense oportunidade de emprego, a expansão do turismo, além de prospecção de melhorias da qualidade de vida dos moradores, por meio da implantação de uma central de ginástica, que será disponibilizada no eixo do cais à população.A construção do cais possui exatos 4.660 metros quadrados de área.

======================================================   COMENTÁRIO






Júnior Cascaria faz sinal de vitória ao lado de Cleomar Tema e da primeira dama de Tuntum Daniela…

A eleição da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM) aconteceu na segunda-feira (16), e consagrou o prefeito de Tuntum, Cleomar Tema (PSB) presidente pela terceira vez.

Daí o leitor do blog pode questionar: Sim… mas o que esse acontecimento tem com o título deste post?

Digo agora:

Poucos perceberam, mas Augusto Inácio Pinheiro Junior, o Cascaria (PCdoB) prefeito reeleito de Poção de Pedras deu uma demonstração clara da sua grandeza política ao votar em Cleomar Tema.

É que o braço direito de Tema na entidade é Gildásio Angelo da Silva (PSB), ex-prefeito poção-pedrense, e arqui-rival político de Cascaria. Inclusive, os dois foram adversários na eleição do ano passado; Um tirou 6.413 votos [vitorioso], o outro 5.039 [derrotado].

Sabedor que seu desafeto é aliado do até então candidato a entidade representativa dos prefeitos, então, o natural era que Júnior Cascaria se opusesse à chapa e, naturalmente, fizesse campanha contra. Logo, tinha ainda a opção de se abster da votação.

Cascaria ladeado de Tema e dos prefeitos de Eric (Barra do Corda), Cláudio Cunha (Apicum-Açu), Djama Melo (Arari) e Maninho (Alto Alegre)...

Cascaria ladeado de Tema e dos prefeitos de Eric (Barra do Corda), Cláudio Cunha (Apicum-Açu), Djama Melo (Arari) e Maninho (Alto Alegre)…

Mas, aí surge a grandeza do gestor de Poção.

Mesmo ciente que seu principal oponente político local, certamente, ocuparia cargo de destaque na instituição, caso Tema vencesse – o que aconteceu – Júnior fez questão de participar da eleição como cabo eleitoral do colega Cleomar.

E fez mais, meses antes da eleição, abriu mão da sua candidatura a presidência da FAMEM (LEMBRE), após conversa com os deputados Fábio Macedo e Weverton Rocha, ambos do PDT.

A de se reconhecer o grande gestor de Cascaria…

======================================================   COMENTÁRIO






Da reunião saiu um pré agendamento para discussão do PCCS destas categorias que são lotadas na educação (40% FUNDEB), Saúde e Administração. 

Presentantes do sociedade civil e poder público.

Na quarta-feira (18) em São Domingos do Maranhão ocorreu a segunda reunião entre SINTESPEM – Sindicato dos Trabalhadores no Serviços Público Municipal e representantes da Prefeitura para discutir os salários de dezembro de 2016 e a Lei que equiparação salarial dos profissionais de nível fundamental, médio e superior, cuja foi anulada por decreto do atual gestor antes de cumpri-la.

A reunião ocorreu no escritório do procurador do município, Dr. Flamarion, contando com sua presença, mais o advogado Francivaldo, a secretária de finanças Zaira e o prefeito José Mendes (Zé da Folha). O sindicato foi representado pelo presidente João Benevides, secretário geral Ivaldo Lopes, 2º Vice presidente da subsede de São Domingos Francisco Elieudo, 2º secretário da subsede Valmir Carlos, 2º secretário de finanças e patrimônio Alexsandro Cariri, presidente da FETRACSE Gelilson Gonçalves e comissão de servidores.

A respeito dos salários de dezembro, que dependia de verificação de saldo em caixa, a gestão alegou que os recursos não são suficientes para saldar as dívidas e que precisa fazer funcionar o município, citando como exemplo o serviço hospitalar, mas que aguardar a entrada de recursos deste mês onde pagará a competência janeiro. Sugeriu nova reunião para 6 de fevereiro para discutir a questão salarial de dezembro.

Reunião tratou dos salários de dezembro de 2016 e a Lei que equiparação salarial dos profissionais…

Em relação a lei de equiparação salarial aprovada ainda em dezembro os negociadores disseram que não haveria possibilidade de cumprir da forma que está propôs um novo projeto que não convergiu com os valores já aprovados. Os dirigente sindicais presentes e comissão de negociação defendem os mesmos valores, porém os negociadores ainda não fecharam acordo e pediram que os servidores esperam o pagamento de janeiro sair e no dia 6 de fevereiro tratará também dessa questão, uma vez que, a administração terá como simular a folha com a quantidade real de funcionários em cada nível.

======================================================   COMENTÁRIO






Quatro nomes são cotados para suceder no Supremo Tribunal Federal (STF) o ministro Teori Zavaski.

Heleno Torres, Bruno Dantas, Alexandre de Moares e Antonio Cláudio Mariz sãos os cotados.

Ricardo Noblat, com alterações – No início da madrugada de hoje, em Brasília, entre políticos e juristas com livre acesso ao presidente Michel Temer, já circulavam pelo menos quatro nomes cotados para suceder no Supremo Tribunal Federal (STF) o ministro Teori Zavaski, morto, ontem, em acidente aéreo.

Heleno Torres, advogado tributarista, que a ex-presidente Dilma Rousseff havia escolhido em abril de 2013 para a vaga de Carlos Ayres Brito. Dilma desistiu da indicação depois que a notícia vazou e que Torres se reuniu com Temer. Professor da Universidade de São Paulo, Torres é ligado ao ministro Ricardo Lewandowiski e também ao ex-prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho.

Bruno Dantas Nascimento, ministro do Tribunal de Contas da União desde 2014. É considerado um dos mais influentes processualistas do país. Foi membro do Conselho Nacional de Justiça e também do Conselho Nacional do Ministério da Justiça. Sua nomeação deixaria felizes, entre outros, Renan Calheiros, presidente do Senado, e o ex-presidente José Sarney, aos quais é ligado.

Alexandre de Moraes, atual Ministro da Justiça. Formado pela Faculdade de Direito do Largo do São Francisco, em São Paulo, é professor titular da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Sua eventual indicação para o STF, onde tem livre trânsito, resolveria o problema de Temer, pressionado para tirá-lo do Ministério da Justiça.

Antonio Cláudio Mariz de Oliveira, amigo há mais de 40 anos de Temer, ex-presidente da OAB de São Paulo, ex-Secretário de Segurança Pública de São Paulo e ex-presidente do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária. Temer pensou em indicar Mariz para o Ministério da Defesa. Desistiu porque seu nome não foi bem recebido pelos militares.

Pressão para indicar Moro

Temer é pressionado a indicar Moro para o STF

Temer é pressionado a indicar Moro para o STF

Temer passou a sofrer pressão de amigos e até de alguns ministros mais próximos para pensar na possibilidade de indicar o juiz Sérgio Moro em substituição ao relator da Operação Lava Jato no STF. Ainda que não faça opção por Moro, o presidente deve caprichar na escolha, apostam seus auxiliares.

O Presidente Michel não adota decisões apressadas, tampouco quis tratar do assunto. Mas ouviu as ponderações pró-Moro com interesse. A escolha do substituto de Zavascki é fundamental: o novo ministro vai herdar a relatoria da Operação Lava Jato, no âmbito do STF.

A possibilidade do juiz federal Sérgio Moro no lugar de Teori Zavascki viralizou nas redes sociais. Praticamente uma unanimidade nacional. Amigos alegam, em mensagens a Temer, que Moro no STF mostraria a isenção do presidente em relação à Lava Jato.

======================================================   COMENTÁRIO